Conecte-se conosco

Política

Viajante do Brasil que chegar à Inglaterra ficará em quarentena por 10 dias

Publicado

em

Viajantes que chegarem à Inglaterra do Brasil e “não puderem ter sua entrada recusada” deverão fazer quarentena em locais específicos, com vigilância, pelo período de dez dias, afirmou nesta quarta (27) o premiê britânico, Boris Johnson.

O isolamento será obrigatório mesmo para quem tiver um teste com resultado negativo para o Sars-Cov-2. A medida não é válida para as outras nações que formam o Reino Unido (Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte), que têm regras próprias.

A medida faz parte de um pacote de novas restrições de entrada, publicado nesta quarta, e se aplica também a quem vem de outros 21 locais onde há circulação de variantes do coronavírus mais contagiosas. No comunicado, a Secretaria do Interior afirma que o país “continuará a recusar a entrada de não residentes no Reino Unido” que venham das zonas vermelhas.

Os residentes e viajantes essenciais que chegarem desses países serão transportados dos aeroportos e portos para as instalações e, em princípio, deverão arcar com os custos de estadia —detalhes ainda serão fornecidos pelo governo, segundo a Secretaria do Interior.

O objetivo é conter a transmissão do coronavírus. No começo da noite, o premiê afirmou que um relaxamento das restrições só virá a partir de meados de fevereiro, quando for possível constatar se as vacinas contra Covid-19 estão reduzindo as hospitalizações e mortes no país. Escolas, de acordo com ele, não reabrirão antes de 8 de março.

As outras três nações britânicas (Escócia, Gales e Irlanda do Norte) ainda não haviam instituído a quarentena vigiada até a noite desta quarta. De acordo com os governos nacionais, é obrigatório isolamento por dez dias, mas no endereço declarado em formulário preenchido pelo viajante.

O Reino Unido é o país ocidental mais avançado na vacinação, com mais de 11 doses aplicadas para cada 100 habitantes (em segundo lugar estão os EUA, com 7/100). Boris afirmou que, mantido esse ritmo, até 15 de fevereiro terá sido completada a imunização dos quatro principais grupos de risco (moradores e funcionários de asilo e profissionais de saúde mais expostos a risco).

Boris já havia anunciado a proibição de voos vindos do Brasil e de toda a América do Sul e de outros países, como a África do Sul. A Inglaterra também proibiu viagens não essenciais ao exterior quando instituiu seu terceiro confinamento, no começo deste ano.

O governo chegou a planejar que todo passageiro, independentemente da origem, ficasse isolado sob vigilância, mas houve preocupação com a falta de vagas. Para os viajantes que chegam de outros destinos, é obrigatório fornecer detalhes de contato e o endereço de onde farão o isolamento, que, segundo o governo, também será fiscalizado. A medida vale para todos, inclusive os que vêm dos antigos corredores de viagem.

Além disso, todo passageiro com mais de 11 anos que chega à Inglaterra tem que ter obtido um teste negativo para Sars-Cov-2 em até 72 horas antes do embarque. Segundo o governo, haverá fiscalização aleatória na entrada, e a multa para quem não tiver o certificado é de 500 libras (mais de R$ 3.700).

Para quem quebrar o autoisolamento, a multa é de 1.000 libras (R$ 7.400) e chega a 10 mil libras (R$ 74 mil) para os renitentes. Há também uma multa de 100 libras (R$ 740) para quem não preencher o questionário de contatos e endereço.

Fonte: Folhapress

Política

FMS, SESAPI e HU formam comitê de crise para enfrentar a Covid-19

Publicado

em

A Prefeitura de Teresina está fazendo um trabalho em conjunto com a rede estadual e federal para elaborar um novo plano de ação de combate à Covid-19. Ontem (04), o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS) Gilberto Albuquerque esteve em reuniões com representantes destas esferas, e estão formando um comitê de crise com o objetivo de
promover uma maior integração e dar mais resolutividade no enfrentamento à doença.

As reuniões tiveram início ontem (04) entre o presidente da FMS e o secretário estadual de Saúde, Florentino Neto. Juntos, traçaram o plano e analisaram as possibilidades de abertura de novos leitos, do ponto de vista da capacidade de equipamentos, insumos e pessoal. Gilberto Albuquerque explica que desde o início do aumento mais expressivo nas taxas de ocupação, já foi possível ampliar o número dos leitos de UTI em hospitais como HUT, HGV, HU, Natan Portela e HPM, o que elevou o número de 144 para 186 em Teresina. Durante a reunião, eles calcularam ainda a possibilidade limítrofe para uma possível ampliação de acordo com a necessidade.

De posse destes dados, a equipe se reuniu também com o Hospital Universitário e decidiram formar um comitê de crise formado pelas três esferas. “O objetivo é que, tendo uma maior integração, a gente consiga resolver esses problemas com o envolvimento de todos e uma agilidade na integração. Assim, nós faremos o novo plano de ação para enfrentar a Covid-19 nessa situação de pandemia com esse envolvimento dos três entes”, esclarece o presidente da FMS.

De acordo com o boletim da FMS, na data de hoje (05), Teresina apresenta uma taxa de ocupação de leitos de UTI de 85,78%, incluindo leitos públicos, privados e filantrópicos. Em relação aos leitos clínicos, a taxa está em 69,81%. Já na rede municipal, a taxa de ocupação está em 100% para leitos de UTI, e 64,23% de leitos clínicos.

Fonte CCOM

Continue lendo

Política

Governador diz que 50 milhões de pessoas podem ser vacinadas em abril

Publicado

em

O governador Wellington Dias afirmou, nesta sexta-feira (5), que existe a possibilidade de que 50 milhões de brasileiros sejam vacinados até o fim do mês de abril. Isso se deve à ampliação da linha de produção do Instituto Butantan, que deve entregar 27 milhões de doses da vacina CoronaVac ainda este mês.

Segundo Wellington, com o maior volume de produção, com as vacinas CoronaVac, da AstraZeneca e ainda com a possibilidade da chegada de vacina da Coréia, o Brasil pode atingir o patamar de 20 milhões de pessoas vacinadas em março e 50 milhões em abril.

“Estamos cobrando o Plano Estratégico Nacional de Imunização e temos acertado com o Ministério da Saúde e outros atores, para atingirmos a meta de chegar em abril com 25% da população brasileira vacinada, algo em torno de 50 milhões de pessoas. Isso significa a vacinação de todo o grupo de risco, de pessoas com mais de 60 anos e os abaixo de 60 que possuem comorbidades. Vamos ter um grupo de trabalho com os governadores de cada região do Brasil para acompanhar, junto ao Ministério da Saúde, passo a passo do cronograma de vacinação”, disse Dias.

Fonte: CCOM

Continue lendo

Política

Secretário Rafael Fonteles se reúne com prefeitos

Publicado

em

O secretário de Fazenda do Piauí e coordenador do ProPiauí, Rafael Fonteles, esteve reunido nesta sexta-feira (5) com prefeitos acompanhado do deputado estadual Georgiano Neto (PSD).

Estiveram presentes ao encontro os prefeitos Eudes Agripino, de Fronteiras, Rivaldo Carvalho, de Massapê do Piauí, Valdinar Silva, de Padre Marcos, Márcio Moura, de Simplício Mendes e Zé Neto, de João Costa.

A reunião teve o objetivo de debater investimentos nos municípios piauienses.
Da Redação
Foto: Divulgação

Continue lendo

Popular