A UFPI (Universidade Federal do Piauí) retoma as aulas nesta segunda-feira (20) com uso obrigatório de máscara em todos os setores da instituição, tanto administrativos como pedagógicos, e uso de outros EPIs na realização de aulas práticas sob a supervisão das coordenações dos respectivos cursos, em consonância com as coordenações de disciplinas; apresentação do comprovante vacinal, que deve estar atualizado de acordo com sua respectiva idade; como por exemplo, os professores, técnicos e alunos com 50 anos e mais, devem ter as quatro doses realizadas; higiene pessoal e, em especial, das mãos em todos setores da Instituição.

Ficou acordada também a elaboração de um documento que será enviado via memorando a todos os setores da Instituição com o procedimento a ser adotado em casos de servidores e alunos que não apresentem o comprovante vacinal. Segundo o presidente do CGC, o vice-reitor Viriato Campelo, será realizado no prazo de trinta dias, de 20 de junho a 20 de julho, um levantamento da situação vacinal de professores, técnicos e alunos de todos os campi.

“As providências adotadas para o próximo semestre letivo estão alinhadas às oscilações do quadro epidemiológico. Nesse momento, visto o aumento significativo do número de casos, optamos por manter o uso obrigatório de máscara. Mas, no decorrer do semestre, isso pode ser alterado, caso haja queda das taxas de transmissão da covid-19”, explica o vice-reitor.

Os Restaurantes Universitários permanecerão com as divisórias em acrílico, as Residências Universitárias manterão o plano de retorno e a Biblioteca Central reabre também hoje. Todos esses setores seguirão as medidas propostas.

Durante a reunião foram discutidas ainda questões administrativas, ficando estabelecido que pessoas doentes que estejam impossibilitadas de trabalhar devem apresentar seus atestados à chefia imediata, que, em comum acordo com a perícia médica, fará avaliação geral; pessoas com Covid-19 seguem os mesmos procedimentos que estão no protocolo aprovado e em vigor; em casos de novas infecções, os procedimentos serão adotados conforme normas estabelecidas pela OMS e MS.

A UFPI avaliará, ainda, a reativação do seu posto de vacinação, que foi transferido para o Hospital Universitário (HU), junto ao Colégio Técnico de Teresina (CTT), para continuar vacinando contra a covid-19; influenza (gripe); sarampo e febre amarela.

O Protocolo de Biossegurança da UFPI foi aprovado em sessão do Consun no dia 18 de janeiro de 2022. O documento já havia recebido quatro atualizações. A última, sobre o fim do distanciamento, foi anunciada em 16 de maio, para se alinhar às oscilações do quadro epidemiológico da covid-19 e a recomendações estabelecidas pelo Ministério da Saúde.

Confira as atualizações anteriores:

Atualização sobre o fim do distanciamento.

3ª atualização (Novos prazos para isolamento de setores na UFPI com casos de covid-19)

2ª atualização ( Apresentação de comprovação de vacina pela comunidade)

1ª Atualização (Novas Recomendações ao Tempo de Isolamento para Casos de covid-19)

Confira o Protocolo de Biossegurança, aprovado no Consun.

Fonte: Ascom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *