Conecte-se conosco

Cotidiano

UFPI debate criação do curso de Psicologia

Publicado

em

UFPI debate criação do curso de Psicologia

Começa a tomar forma um grande sonho da comunidade acadêmica e da população de Teresina. Em reunião nesta quarta (14), o reitor Gildásio Guedes recebeu o Projeto Pedagógico de criação do Curso de Bacharelado em Psicologia do Campus Ministro Petrônio Portella, em Teresina. O projeto foi apresentado ao Reitor Gildásio pela comissão de professores e colaboradores que elaborou a proposta de criação e de estruturação do curso, em reunião com a presença do Pró-Reitor de Planejamento, Luis Carlos Sales, e da diretora do Centro de Ciências da Educação (CCE), Eliana Alencar.

Em sua fala, o reitor Gildásio Guedes elogio a proposta do curso e destacou que a criação do novo bacharelado é uma das metas de sua gestão, e que constou em sua carta-programa.

“Esse curso é um grande sonho da UFPI e da população de Teresina e uma demanda ainda mais necessária com as demandas sociais apresentadas pela Pandemia. Nós vamos lutar para ver essa aprovação virar realidade”, enfatizou Guedes, ao completar que pretende criar ainda um novo curso de medicina e graduação na área de engenharia de alimentos.

Segundo o projeto, o novo curso de Psicologia deverá ter duração de 5 anos e oferecer 40 vagas de ingresso por período via Exame Nacional do Ensino Médio Enem – Enem. O bacharelado terá ênfase em processos educacionais e processos clínicos.

“Estamos vivendo um momento histórico muito importante e estamos felizes, ao lado dos professores do Departamento de Fundamentos da Educação (DEFE/CCE), que compuseram a comissão do projeto”, falou a diretora do CCE, Eliana Alencar. “Será um enorme ganho à UFPI e ao CCE abrigar o curso de Psicologia, e , com apoio do Reitor Gildásio e sua equipe, vamos garantir as condições de pleno funcionamento do Bacharelado” enfatizou.

Caminho até a aprovação do curso
A presidente da comissão de elaboração do projeto, Profa. Edna Magalhães, explica que a proposta agora irá tramitar no Conselho Departamental do CCE, e em seguida irá à votação no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPEX/UFPI). Após isso, a UFPI tem até 30 de setembro para cadastrar a proposta junto ao MEC para pleitear a aprovação ainda neste ano.

“Cadastrando no MEC, entramos na fase da autorização.”, disse Edna Magalhães, representante da Coordenação de Avaliação e Estatística da PROPLAN. “Estamos discutindo também infraestrutura necessária para iniciar o curso e ainda a garantia das referências bibliográficas necessárias já para a aprovação junto ao MEC”, completou. A aquisição das bibliografia básica inicial do curso foi autorizada pelo Pró-Reitor de Planejamento, Luis Carlos Sales, já durante a reunião.

Também participaram da reunião os professores do DEFE e membros da comissão do projeto, Ana Raquel de Oliveira, Cássio Eduardo Soares e Renata Gomes, além das colaboradores da comissão, Profa. Filadelfia Carvalho e Prof. Thayro Andrade.

Conforme a comissão, atualmente, 10 instituições de ensino oferecem graduação em Psicologia em Teresina, mas apenas uma universidade pública disponibiliza oportunidade de formação na área, com oferta de 50 vagas à comunidade.

Com o desmembramento da UFDPar, o Curso de Psicologia da UFPI, criado em 2007 em Parnaíba, passou a compor exclusivamente a grade de cursos da nova universidade.

Fonte: Ascom/UFPI


Fonte: Ascom/UFPI

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banca de Jornal

Propaganda