Conecte-se conosco

Cidades

Tudo pronto para a realização do Enem 2020 neste domingo

Publicado

em

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 começa a ser aplicado neste domingo (17) para milhões de estudantes em todo o país. Este ano, por causa da pandemia, os estudantes terão que seguir uma série de regras e, caso tenham sido diagnosticados com covid-19 ou apresentem sintomas da doença ou de outras doenças infectocontagiosas, devem comunicar o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) pelo telefone 0800-616161 e não precisam comparecer ao exame. Eles poderão fazer o exame na reaplicação, nos dias 23 e 24 de fevereiro.

Antes de sair de casa, os participantes devem conferir os locais onde farão as provas, no Cartão de Confirmação de Inscrição, na Página do Participante. Embora não seja obrigatório, a recomendação é que levem o cartão para a necessidade de verificar alguma informação até a hora da aplicação.

Caso necessitem comprovar a participação no exame, os estudantes podem, também na Página do Participante, imprimir a chamada Declaração de Comparecimento para cada dia de prova, informando o CPF e a senha. A declaração deve ser apresentada ao aplicador na porta da sala em cada um dos dias. Ela serve, por exemplo, para justificar a falta ao trabalho.

Para fazer o exame alguns itens são obrigatórios. Este ano, além do documento oficial de identificação com foto e da caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, itens obrigatórios também nos exames anteriores, a máscara de proteção facial passa a integrar essa lista. Os participantes que não estiverem com máscara de proteção facial não poderão ingressar no local de prova.

É recomendado que os participantes levem máscaras extras para trocar durante a prova. Haverá nos locais de prova álcool em gel para que os estudantes higienizam as mãos, mas é permitido que os participantes levem seu próprio produto caso desejem.

Como a prova é longa, é  também recomendado que os candidatos levem lanche e água e/ou outras bebidas, com exceção de bebidas alcoólicas que não são permitidas e podem levar à eliminação do candidato.

Primeiro dia de prova

Neste domingo, os participantes fazem as provas objetivas de linguagens e ciências humanas, com 45 questões cada, e a prova de redação.

Os portões serão abertos às 11h30. Os estudantes podem entrar no local de prova até as 13h, no horário de Brasília. As provas começam a ser aplicadas às 13h30. Os candidatos terão 5 horas e 30 minutos para resolver as questões. A prova termina às 19h.

O exame continua no próximo domingo, dia 24, quando serão aplicadas as provas de ciências da natureza e de matemática.

Ao todo, cerca de 5,8 milhões de estudantes estão inscritos para fazer as provas. O Enem 2020 terá uma versão impressa, nos dias 17 e 24 de janeiro, e uma digital, realizada de forma piloto para 96 mil candidatos, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Amazonas

O Enem será aplicado em todo o território nacional, com exceção do Amazonas, em razão da calamidade provocada pela pandemia de covid-19.

As medidas de segurança adotadas em relação à pandemia do novo coronavírus serão as mesmas tanto no Enem impresso quanto no digital. Haverá, por exemplo, um número reduzido de estudantes por sala, para garantir o distanciamento entre os participantes. Durante todo o tempo de realização da prova, os candidatos estarão obrigados a usar máscaras de proteção da forma correta, tapando o nariz e a boca, sob pena de serem eliminados do exame. Além disso, o álcool em gel estará disponível em todos os locais de aplicação.

Fonte: Agência Brasil

Cidades

No Piauí, 211 municípios já registraram morte por Covid-19

Publicado

em

Nas últimas 24 horas foram registrados, no Piauí, 799 casos confirmados e 15 óbitos pela Covid-19, segundo os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite desta quarta-feira (3)

Dos 799 casos confirmados da doença, 452 são mulheres e 347 são homens, com idades que variam de um a 103 anos.

Seis mulheres e nove homens foram vítimas da Covid-19. Elas eram das cidades de Altos (56 anos), Caxingó (33 anos), Parnaíba (70 anos), Piracuruca (64 anos), Piripiri (78 anos) e Sigefredo Pacheco (84 anos). Os homens eram naturais de Brasileira (37 anos), Capitão de Campos (82 anos),Campo Maior (84 anos), Canto do Buriti (60 anos), Esperantina (69 anos), Fronteiras (79 anos), Pedro II (86 anos), Teresina (71 anos) e Valença do Piauí (92 anos). Apenas duas das 15 vítimas não possuíam comorbidades.

Os casos confirmados no estado somam 176.349 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 3.402 e foram registrados em 211 municípios. Caxingó registrou a primeira morte pela Covid-19. Até agora, morreram 1.997 homens e 1.405 mulheres.

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, há 735 ocupados, sendo 434 leitos clínicos, 274 UTIs e 27 em leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 10.095 até o dia três de março de 2021.

A Sesapi estima que 172.212 pessoas já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

Campanha de vacinação
Até o momento, o vacinômetro, ferramenta para acompanhar a evolução da campanha de vacinação contra a Covid-19 no Piauí, aponta que 82.075 pessoas já receberam a primeira dose de vacina no estado e 22.754 a segunda dose.

Os dados são atualizados a cada 15 minutos a partir da inserção de registros no sistema de informação da campanha pelos estabelecimentos de saúde. 

O Painel de Monitoramento da Vacinação contra a Covid-19 pode ser acessado através do site www.saude.pi.gov.br.

Da Redação

Continue lendo

Cidades

Empresários e trabalhadores de bares protestam contra decreto

Publicado

em

Empresários e trabalhadores de bares e restaurantes fizeram um protesto nesta quarta-feira (3) em frente à Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) por conta do decreto do governo do estado.

Eduardo Rufino, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) no Piauí, afirmou que a categoria cobra mais leitos nos hospitais e uma maior fiscalização àqueles que descumprem o decreto, além do não fechamento dos estabelecimentos.

“Queremos mais leitos clínicos, com mais profissionais de saúde e mais bem remunerados, precisamos que eles não nos aterrorizem com esse abre e fecha, que nós temos provas de que isso não funciona, tem um ano fazendo a mesma coisa e não funciona”, declarou Eduardo.

O presidente do Sindicato da Hotelaria e Gastronomia do Piauí, Franklin Batista, questionou o fechamento de leitos de UTI no estado.

“Está constatado que o problema na nossa saúde não é só a disseminação da covid-19, mas também a falta dos hospitais de campanha, a retirada dos 169 leitos de UTI do estado, nossa saúde é que está precisando ser cuidada e não serem fechados os estabelecimentos como bares, restaurantes e similares”, explica.

Da Redação

Continue lendo

Cidades

Rio Longá sobe e atinge cota de inundação em Esperantina

Publicado

em

A prefeitura da cidade de Esperantina, por meio da Secretaria de Assistência Social, começou a retirada de famílias ribeirinhas, após o nível do rio Longá atingir cerca de 6,74, que é acima da cota de alerta.

De acordo com a Prefeitura de Esperantina, espaços públicos para abrigar as famílias que já foram atingidas nos bairros Batista de Amorim, Pedreiras e Nova Esperança.

O secretário de Assistência Social, Walter Sousa, esteve pessoalmente vistoriando as áreas ribeirinhas e determinando a retirada das famílias mais próximas, porque há previsões de muita chuva nas próximas horas e o risco de mais enchente.

Esperantina, segundo o centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres naturais (CEMADEN), tem risco hidrológico alto.

Com informações da Prefeitura de Esperantina

Continue lendo

Popular