Conecte-se conosco

    Cotidiano

    Tribunal de Justiça decreta ilegalidade da greve dos professores da rede estadual do Piauí

    Publicado

    em

    Tribunal de Justiça decreta ilegalidade da greve dos professores da rede estadual do Piauí

    O Tribunal de Justiça do Piauí declarou nesta quarta-feira (13) a ilegalidade da greve dos professores da rede pública estadual de ensino e determinou ao SINTE-PI que suspenda a paralisação com efeito imediato, sob pena de multa diária de R$ 10.000,00 em caso de não cumprimento da decisão.

    Com o indicativo, o Governo do Piauí pontuou, através de nota, que continua empenhado, dentro das suas possiblidades financeiras, em valorizar cada vez mais o trabalho dos servidores estaduais, especialmente na área da educação, garantindo o cumprimento do piso nacional do Magistério, reajustando o salário da categoria em 14,58% e mantendo a paridade de professores ativos e inativos.

    A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) sinalizou que, após dois anos de pandemia, é essencial retornar presencialmente para a sala de aula e que está reorganizando o calendário escolar para que os 200 dias letivos sejam cumpridos e os estudantes não tenham prejuízo e espera que os professores cumpram a decisão da justiça o mais breve possível para que essa retomada seja efetivada em definitivo.

    O movimento grevista – A greve geral dos professores da rede estadual foi deflagrada no final de fevereiro, após assembleia da categoria. O movimento paredista, por tempo indeterminado, durou mais de um mês.

    Da Redação

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular