Conecte-se conosco

    Política

    Teresina recebe primeira edição do projeto Cidade Inclusiva

    Publicado

    em

    Teresina recebe primeira edição do projeto Cidade Inclusiva

    A governadora Regina Sousa, participou, nesta segunda-feira (5), da primeira edição do projeto Cidade Inclusiva, promovido pela Secretaria de Estado para a Pessoa com Deficiência (Seid), em parceria com o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência (Conede-PI). O projeto terá quatro edições voltadas para as pessoas com deficiência em Teresina, uma em cada região da cidade. A primeira edição foi realizada na escola José Pacífico de Moura Neto, zona Sudeste de Teresina.

    A programação conta com palestras, apresentações e exposições. O objetivo é facilitar a socialização das informações e o acesso aos serviços prestados pelas redes pública e privada de atenção às pessoas com deficiência e demais parceiros.

    A chefa do Executivo estadual ressaltou a importância de eventos como esse para dar visibilidade à luta da pessoa com deficiência, bem como levar a prestação de serviço para mais perto das pessoas que necessitam deles.

    “O Piauí é um dos estados mais avançados para a pessoa com deficiência. Temos muitas conquistas, mas, é claro que tem muita coisa ainda a ser feita e a questão do acesso aos serviços é uma das questões que temos que resolver, porque a maioria das pessoas são vulneráveis economicamente e socialmente. Por isso, é importante que elas tenham todos os serviços assim juntos. Esse evento é uma amostra do que pode ser feito e ampliado”, afirmou Regina Sousa.

    De acordo com o secretário da Seid, Mauro Eduardo, se trata de algo inovador, que pretende mostrar que é possível ter uma cidade inclusiva. “Esse evento é de fundamental importância, no qual buscamos mostrar para a sociedade o conceito de uma cidade inclusiva, que queremos para todos, onde as pessoas com deficiência possam ter o direito de ir e vir e o Governo do Estado tem um papel fundamental, por meio da Seid e de emenda parlamentar da deputada Rejane Dias, que nos deu condições de realizarmos essa primeira edição”, disse o gestor.

    O secretário explicou ainda que, no evento, as pessoas com deficiência também terão acesso a serviços de cidadania. “No próximo ano, teremos mais três edições, uma em cada região da cidade. Teremos um dia de palestra, informações sobre os direitos de acessibilidade, educação, saúde, além do Procon, Secretaria de Segurança fazendo atendimentos e mais de 60 serviços”, completou Mauro Eduardo.

    O evento acontece nesta segunda-feira, até as 18h, e nesta terça-feira (06), das 7h30 às 12h. Simultaneamente, será realizada a prestação de serviço pela rede de atendimento às pessoas com deficiência, contando com a participação de diversos parceiros, órgãos governamentais, faculdades, entidades e instituições sociais, como a Piauí Futebol Amputados, Prisma, Apae, Otimizados, CRIA, AMH, AMA, Pastoral dos surdos e CIES.

    Para Amparo Sousa, vice-presidente da Conede e pessoa com deficiência, o projeto é mais uma etapa do avanço das políticas públicas para as pessoas com deficiência. “A política para a pessoa com deficiência tem que ser uma política de continuidade. De 2003 para trás não tínhamos políticas para as pessoas com deficiência no Piauí. De lá para cá já avançamos muito, mas tudo que vem acontecendo, eventos como esse são extremamente importantes para que a sociedade possa respeitar nossos espaços e nossos direitos”, frisou.

    O projeto tem também como parceira a Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, por meio do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

    Fonte: CCom

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular