Conecte-se conosco

    Brasil

    Sérgio Cabral será transferido para segurança máxima após celular e facas em cela

    Publicado

    em

    Sérgio Cabral será transferido para segurança máxima após celular e facas em cela

    Uma prateleira adaptada para esconder celulares, facas e até mesmo um enxoval personalizado foram encontrados na cela do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, durante uma vistoria na Unidade Prisional da Polícia Militar do Rio de Janeiro, em Niterói, onde ele está preso desde setembro de 2021.

    Por causa das irregularidades, o ex-governador será encaminhado ao Presídio de segurança máxima de Bangu, onde já esteve preso no início da condenação. “Todos eles [Cabral e outros detentos] vão ser realocados amanhã [nesta segunda] para a unidade de segurança máxima”, afirmou Marcelo Rubioli, juiz da Vara de Execuções Penais do Rio de Janeiro, em conversa com o Fantástico.

    De acordo com o magistrado, as condições da cela de Cabral são “diferentes do que se espera para uma pessoa que está presa”.

    A gente encontrou um enxoval personalizado, foi encontrado essa prateleira com um fundo falso para esconder celular, facas de inox, suplementação, comida refinada.

    Segundo ele, no momento em que os fiscais da Vara de Execuções entraram na galeria da unidade prisional, um policial preso foi flagrado recebendo uma sacola com celulares, R$ 4 mil em dinheiro e cigarros de maconha. Ele tentou se livrar do pacote, que foi interceptado pelas autoridades.

    “Ao lado dessa área onde se encontrava esse policial, nós vimos nas filmagens que só se encontrava o senhor Sérgio Cabral e o coronel Cláudio, então há um indício de que esse material seja deles”, afirmou. O coronel Cláudio ao qual o juiz se refere é Cláudio Luiz Silveira, condenado pela morte da juíza Patricia Acioli.

    Um caderno com registros de pagamentos em dinheiro e a lista de um banquete no valor de R$ 1,5 mil também foram encontrados na área onde Cabral estava com o coronel. A busca feita na unidade prisional também encontrou, em outras celas, celulares, carregadores e anabolizantes sob privadas e dentro de espaços escondidos.

    Cabral deve continuar detido longe de pessoas citadas por ele em delações, o que foi determinado pelo Supremo Tribunal Federal.

    Em nota enviada ao Fantástico, a defesa de Cabral afirmou que nenhuma irregularidade foi encontrada na cela dele e que “nenhum dos objetos encontrados em áreas comuns foi relacionado ao ex-governador”. A defesa do coronel também afirmou que nenhum objeto foi encontrado na cela dele.

    A Secretaria de Estado da Polícia Militar do Rio de Janeiro afirmou que todas as decisões da Vara de Execuções Penais são “rigorosamente cumpridas”.

    Fonte: Folhapress

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular