As Superintendências das Ações Administrativas Descentralizadas (SAADs) iniciaram nesta segunda-feira (15) um mutirão de coleta de lixo de forma emergencial em avenidas e locais com mais demanda em Teresina.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Limpeza Pública de Teresina (SEACEPI), Jonatas Miranda, se reuni com os funcionários da empresa Litucera, responsável pela coleta de lixo da capital.

Mesmo com os salários em dia e com todos os direitos trabalhistas sendo cumpridos, os trabalhadores informaram ao sindicato que a empresa está recolhendo os caminhões de coleta de lixo, impossibilitando a limpeza.

“Essa paralisação não está sendo feita por parte do Sindicato dos Trabalhadores, até porque os nossos salários e o vale-alimentação estão em dias. A paralisação está sendo feita pela empresa, que parou de fornecer o maquinário para que a coleta de lixo seja feita na capital”, disse Jonatas Miranda.

Haverá uma intervenção, por parte da Prefeitura de Teresina, para que seja feita uma força-tarefa para a limpeza da cidade.

“Não estamos nos recusando a ir para a rua. O contrato da empresa atual está se encerrando no final do mês e virá uma nova empresa. Desta forma, vamos continuar colaborando com a prefeitura para a realização da limpeza pública”, afirma o presidente do sindicato.

Da Redação
Foto: Arquivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *