Morreu na tarde de ontem, em Fortaleza (CE), uma das maiores compositoras de forró da música brasileira, além de ser cantora. Rita de Cássia tinha 50 anos e teve sua morte confirmada por seu empresário, Fernando Ivo.

Rita passou os últimos dias internada na UTI de um hospital particular da capital cearense, mas acabou falecendo em virtude de um quadro de fibrose pulmonar.

Ela tinha mais de 500 músicas escritas e era famosa especialmente por clássicos do forró eletrônico, como “Meu Vaqueiro, Meu Peão” e “Saga de um Vaqueiro”. Algumas de suas composições foram gravadas por bandas como Aviões do Forró, Mastruz com Leite e Cavalo de Pau.

Amigo pessoal de Rita, o poeta Bráulio Bessa lamentou em seu Instagram a morte da cantora. “Rita de Cássia, minha conterrânea e amiga, sua partida partiu nossos corações. Siga encantando os anjos com seu forró que tanto cantou o amor.”

Rita teve sua primeira composição gravada em 1992, com a música “Brilho da Lua”, que ficou conhecida na voz de Eliane.

“O ano era 1991, a mocinha tímida que foi até a minha casa na Messejana me apresentar umas composições. Ritinha passou a tarde na minha casa com o seu violão apresentando seus sucessos para mim e meu amado pai Zé Lima. Ela me apresentou ‘Brilho da Lua’, ‘Meu Nego’, ‘Meu Vaqueiro, Meu Peão’ e ‘Sonho Real’. Escolhi ‘Meu Nego’ e ‘Brilho da Lua’. De 91 em diante, todo álbum tinha que ter clássicos dessa estrela que se tornavam carro-chefe dos álbuns”, escreveu Eliane em homenagem.

Fonte: Folhapress
Foto: Rede social

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *