Conecte-se conosco

Internacional

Richard Branson completa 1ª missão turística ao espaço

Publicado

em

Richard Branson completa 1ª missão turística ao espaço

O bilionário Richard Branson decolou neste domingo (11) a bordo de uma nave da sua própria empresa, a Virgin Galactic, junto com outros três passageiros e dois pilotos, rumo ao espaço. Após passar alguns minutos em gravidade zero, o empresário voltou à Terra e comemorou o sucesso da primeira missão turística da companhia.

O avião carregando a nave decolou por volta das 11h40 (horário de Brasília) da base Spaceport America no estado americano do Novo México. Após ganhar altitude por cerca de 50 minutos, a nave foi solta e acionou seu próprio motor até chegar ao espaço. Por lá ficou por apenas 3 minutos enquanto a tripulação se divertia em gravidade zero. Por volta de 12h40, a nave VSS Unity voltou para a Terra e tocou o solo em segurança.

No teste de hoje, a nave alcançou uma altitude de 85 quilômetros acima do nível do mar, ficando abaixo da linha de Kármán, espécie de fronteira a 100 quilômetros de altitude. Para muitos cientistas na comunidade internacional, é ali onde realmente “começa” o espaço sideral. Mas para a agência espacial americana Nasa, por exemplo, o espaço começa um pouco antes, validando a viagem de Branson.

De qualquer modo, a altitude a que a Virgin Galactic chegou hoje foi suficiente para observar a curvatura da Terra e experimentar alguns minutos de baixa gravidade. Logo em seguida, a tripulação apertou os cintos e começou o retorno para o solo. “A melhor experiência da minha vida”, comentou Branson durante a transmissão ao vivo da missão.

Ao contrário de astronautas que voltam da Estação Espacial Internacional, caindo no mar em cápsulas incendiárias, o retorno da VSS Unity foi bem suave, sem pânico. Tudo graças à engenharia da nave, que simplesmente planou de volta à Terra após atingir seu apogeu a 85 quilômetros de altura.

Este foi o segundo voo de testes tripulado da companhia, fundada por Branson. E foi o primeiro passeio de um civil ao espaço a bordo de uma nave da Virgin Galactic, que pretende vender pacotes turísticos para o espaço em 2022. A empresa pretende fazer ainda mais três voos de teste neste ano. A lista de espera já tem 600 interessados — que pagarão US$ 250 mil por cada ingresso.

Corrida espacial
Branson foi apenas o primeiro bilionário a viajar ao espaço este ano. No próximo dia 20 de julho será a vez de outro: Jeff Bezos, fundador da Amazon. O homem mais rico do mundo vai voar a bordo de uma nave da Blue Origin, sua empresa de exploração espacial, junto com o irmão.

Branson, que fez fortuna com o conglomerado Virgin — que inclui, além da Virgin Galactic, empresas dos mais diversos setores, como a gravadora Virgin Records —, jura que não está competindo com Bezos para ver quem chega primeiro ao espaço. “Eu sei que ninguém vai acreditar, mas, sinceramente, não existe [competição]”, disse Branson ao canal norte-americano NBC.

Fato é que as duas empresas concorrem pelo mercado de voos turísticos ao espaço. Após deixar o cargo de chefão da Amazon, Bezos quer focar na Blue Origin, e, por isso, decidiu ser tripulante no voo de testes que a empresa fará em 20 de julho, data em que são comemorados 52 anos da missão Apollo 11, que levou astronautas americanos à Lua pela primeira vez.

Bezos será acompanhado por seu irmão. Um leilão foi feito para mais uma vaga na nave e o vencedor pagou US$ 28 milhões pelo assento. Quem também estará a bordo será Wally Funk, 82, pioneira da aviação nos EUA que foi treinada pela Nasa para voar ao espaço, mas não pôde realizar a viagem por discriminação de gênero.

Branson e Bezos concorrem ainda com a gigante SpaceX, do também bilionário Elon Musk, cujos foguetes já levaram astronautas até a Estação Espacial Internacional e que já tem contrato com a Nasa para ajudar a levar astronautas de volta à Lua em 2024 na missão Artemis.

Antes do fim de 2021, a SpaceX lançará a Inspiration4, sua primeira missão só com “pessoas comuns”. Comprado pelo bilionário Jared Issacman, que atuará como comandante, um assento no voo de quatro tripulantes será objeto de uma rifa beneficente, concorrendo qualquer um que doe mais de 10 dólares. Estão planejadas para os próximos anos pelo menos outras três missões privadas da SpaceX.

*Com agências AFP e Deutsche Welle

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banca de Jornal

Propaganda