O governador Rafael Fonteles inaugurou nesta terça-feira (21) a reforma da pista de pouso e decolagem do aeródromo de Valença, com 1.000 metros de comprimento por 20 metros de largura, e custo total de R$ 2.383,578,49. Na oportunidade, o gestor anunciou que, nesta semana, vai entregar também as pistas de pouso dos aeródromos de Castelo do Piauí e Cocal. A meta, segundo o chefe do Executivo estadual, é entregar, até o fim do ano, um total de 29 novas pistas e novos aeródromos, alguns, inclusive, com balizamento noturno.

Para o governador, a obra em Valença é parte do projeto de Governo do Estado de fortalecer a aviação regional até ao fim deste ano.

“Temos obras de aviação de Cajueiro da Praia a Corrente, sendo que 11 das 29 pistas a serem inauguradas terão balizamento noturno. Portanto, poderá contar com serviço noturno do Samu aéreo para salvar mais vidas, vai fortalecer o turismo e também atrair investidores para que eles possam chegar e decidir por investir em cada um dos territórios de nosso estado”, disse Rafael.

Segundo Fonteles, a aviação regional é cada vez mais importante dentro da estratégia estadual de desenvolvimento econômico e social. “Portanto, Valença, como importante cidade do Vale do Sambito, não poderia ficar de fora desses investimentos”, disse o gestor.

O gestor da Secretaria de Estado dos Transportes (Setrans), Jonas Moura, disse que o órgão está cumprindo a meta de construir 29 pistas de pouso e decolagem no estado.

“Valença tem uma importância por agregar todo o Vale do Sambito e vamos continuar trabalhando para atrair investidores, reduzir as distâncias e trazer mais segurança para nossa população nas áreas de saúde e de educação. Estamos focados para entregar essas obras até o fim do ano”, explicou o secretário.

Vale do Sambito terá mais cinco escolas de tempo integral
Ainda em Valença, o governador visitou as obras de reforma e ampliação da 7ª Gerência Regional de Educação (GRE), que atende municípios da região. Na ocasião, Rafael declarou que o Vale do Sambito receberá, ainda este ano, mais cinco escolas de tempo integral.

“É muito importante fortalecermos essa política do aluno permanecer mais horas estudando e ainda fazendo, de forma integrada, um curso técnico, como o de tecnologia da informação”, disse o governador, enfatizando que o Piauí sairá de 96 escolas de tempo integral para 200, ou seja, 40% de toda a rede, das matrículas em ensino médio serão na modalidade de tempo integral.

Fonte: CCom
Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *