A Prefeitura Municipal de Teresina (PMT) e a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC) confirmaram o retorno do Corso do Zé Pereira, desta vez, com algumas mudanças solicitadas pelos foliões teresinenses e pelos parceiros do evento. A edição 2023 do Corso irá ocorrer, no próximo dia 11 de fevereiro, a partir das 16h, no Complexo Cultural e Turístico Mirante da Ponte Estaiada, tendo como ponto de partida a avenida Jóquei Clube, no bairro de Fátima, zona Leste da cidade, e dispersando na avenida Dom Severino não prejudicando os moradores que residem ao longo da avenida Raul Lopes.

Para abrilhantar o período de Carnaval e garantir mais transparência aos tradicionais concursos, foram lançados nesta segunda-feira, 9 de janeiro, sete editais abertos ao público, juntos eles irão distribuir mais de R$ 350 mil em prêmios. De acordo com Ênio Portela, presidente da FMC, essa é a maior premiação já distribuída durante o período carnavalesco em Teresina, fato este que vai ao encontro da determinação do prefeito Dr. Pessoa a respeito da valorização da cultura e do artista local.

“Com essa alteração nos recursos, iremos oferecer uma premiação igualitária entre todas as majestades, pois antes os valores dos prêmios variavam e acabavam sendo injustos para alguns. Juntos ao prefeito Dr. Pessoa, unimos esforços para garantir essa igualdade nas premiações”, garante Énio Portela enfatizando ainda que os foliões terão uma surpresa que irá animar ainda mais o Corso de Teresina.

Editais
Foram lançados os editais para a escolha do Rei Momo e Rainha do Carnaval, Rei e Rainha Pessoa Idosa, Rei e Rainha PCD, Rainha Trans, Blocos Carnavalescos, Concurso de Músicas Carnavalescas e ainda para o Corso do Zé Pereira. Todos os editais estão disponíveis 24 horas por dia na aba documentos, no site da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, o cultura.teresina.pi.gov.br.

Além dos desfiles dos caminhões enfeitados, que são o ponto forte do evento, a edição 2023 do Corso contará com palcos e atrações musicais locais. Assim, a gestão municipal espera que o Corso volte a movimentar a cultura, o turismo e a economia local.

Fonte: Ascom
Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *