Um policial penal do Rio Grande do Norte foi morto a tiros em um atentado realizado por criminosos na noite de sexta-feira (17) em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal.

O crime ocorreu em meio à escalada de ataques criminosos a prédios públicos, comércios e veículos registrados desde a última terça-feira (14). Na noite desta sexta-feira (17), a polícia também registrou tiroteios em Natal.

Carlos Eduardo Nazário, de 49 anos, foi socorrido e levado em uma viatura da Polícia Militar para o Hospital Santa Catarina, na Zona Norte de Natal, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo a polícia, o crime aconteceu por volta das 21h30. Familiares informaram que o policial penal foi atingido com três tiros no braço, na perna e no tórax, enquanto estava em um comércio do bairro.

Outras mortes
O governo ainda não divulgou um balanço com o número de mortos desde o início dos atentados no Rio Grande do Norte. No entanto, a polícia civil confirmou que o assassinato de um comerciante na noite de terça-feira (14), na Zona Oeste de Natal, tem relação com os ataques. Um suspeito foi preso.

Na terça-feira (14), um suspeito morreu em confronto com policiais. Outro também morreu em troca de tiros com a polícia nesta sexta-feira (17), durante cumprimento de mandados em uma operação contra integrantes da facção criminosa apontada como responsável pelos ataques.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Norte, 104 pessoas foram presas até às 6h deste sábado (18). 29 armas de fogo, 87 artefatos explosivos e 23 galões de galões de gasolina também foram apreendidos desde a terça (14).

Tiroteios e atentados
Pelo menos três tiroteios entre policiais e criminosos foram registrados na noite de sexta-feira (17). Um deles aconteceu na Ponte Newton Navarro, que liga a Zona Norte de Natal às demais regiões administrativas da cidade.

Fonte: globo.com
Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *