A Secretaria de Segurança Pública, por meio da Polícia Militar do Piauí, instalou nesta quinta-feira (25) um Posto de Comando para intensificar o policiamento na área após a operação Interditados III, que apreendeu diversos celulares, entorpecentes e placas de motos sendo revendidas.

A ação policial deflagrada, que envolveu diversos forças de segurança, tem como objetivo combater a comercialização de celulares e veículos roubados, além de drogas e munições. Segundo o chefe do Departamento Geral de Operações (DGO) da PMPI, Coronel Jacks Galvão, a base será integrada com policiais militares e guardas civis municipais, visando aumentar as abordagens e rondas na região.

“Depois dessa operação agora na Praça da Bandeira, nós manteremos lá um posto de comando integrado com a Polícia Militar, Polícia Civil e Guarda Municipal onde o policiamento será intensificado com a presença das viaturas, aumentando nossas rondas e abordagens na região, exatamente para garantir que aquele comércio ilegal de produtor com origem duvidosa, produtos de furto ou roubo, não sejam novamente comercializados ali. A polícia estará mais presente para atender a população e garantir que aquela área seja uma área segura para a nossa população”, pontua.

Durante a operação, todos os acessos da Praça da Bandeira foram fechados pela polícia e os vendedores ambulantes na praça foram abordados. Seis pessoas foram conduzidas à Corregedoria da Secretaria de Segurança.

Praça passará por revitalização e terá base permanente
Após a instalação e trabalhos do posto de comando montado, a Praça da Bandeira contará futuramente com uma base permanente, da Guarda Civil Municipal, através da Prefeitura de Teresina. O ponto também passará por uma revitalização, visando requalificar o espaço público e devolvê-lo para a comunidade.

“A partir de hoje, a GCM juntamente com a PM, assume esse posto provisório. E nos próximos dias, em menos de 30 dias, inicia a revitalização da Praça da Bandeira onde terá um posto da Guarda Municipal. Nossa intenção é de que esse posto seja compartilhado com as demais forças de segurança, voltado sempre a integração. Isso vai realmente consolidar essa ideia que foi desenvolvida hoje na operação, com uma praça mais segura e sem a venda de produtos ilícitos. Na praça existia muita a essa venda de celulares roubados, entorpecentes. Nos provimos dias vamos ter essa requalificação para a população que assim desejar utilizar ela”, destaca André Viana, comandante da GCM.

Com informações da Ascom
Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *