A Polícia Civil indiciou nesta quinta-feira (2) a empresária Francisca Danielly Mesquita Medeiros, 38 anos, por sequestrar, manter em cárcere privado e torturar sua afilhada de 27 anos.

A jovem foi libertada da casa da empresária, no bairro Ilhotas, na zona Sul de Teresina, depois de 15 anos sem ver os familiares.

Danielly Medeiros está detida desde o dia 23 de abril e também é alvo de uma investigação do Ministério Público do Trabalho. O inquérito da Polícia Civil foi finalizado nessa quinta-feira (1º) pelo 6º Distrito Policial.

O delegado Odilo Sena, responsável pelo 6º DP, o crime foi descoberto pelo namorado da jovem, um homem de 58 anos. A jovem e o namorado se relacionavam há dois meses. A jovem só saía de casa para levar o filho da empresária para um tratamento especializado em Transtorno do Espectro Autista.


A afilhada da empresária nunca estudou. Não sabe ler nem usar dinheiro. Ela chegou na casa aos 12 anos e desde então não teve mais contato com a mãe. O reencontro com a mãe aconteceu após o resgate.

Uma vizinha da empresária vai depor no julgamento. Ela contou que escutava agressões diárias contra a jovem e escutava a vítima implorar para a madrinha parar de bater nela. Danielly Medeiros é fisioterapeuta, servidora pública, empresária e já concorreu a deputada federal no Piauí nas eleições de 2018.

Da Redação
Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *