Conecte-se conosco

Cidades

Polícia Civil cumpre mandados contra membros de facção em Teresina

Publicado

em

Polícia Civil cumpre mandados contra membros de facção em Teresina

A Polícia Civil do Piauí deflagrou nesta quinta-feira (3) uma operação que deu cumprimento a 8 mandados de busca e apreensão na zona Leste de Teresina, contra pessoas suspeitas de homicídios e tráfico de drogas. Um homem que responde na Justiça por latrocínio e é suspeito de outros homicídios, foi preso.

A operação teve a participação de policiais do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), da Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre) e da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais da Polícia Civil (Core).

A delegada Alexandra Santos, da Depre, informou que a operação foi realizada na região do bairro Pedra Mole, na Vila Santa Vitória e na Vila Meio Norte após denúncias informando sobre a atuação de bandidos na região.

“Recebemos diariamente diversas denúncias da população daquela região, que está aterrorizada devido a várias pessoas faccionadas que estão na região, e com os mais variados crimes. Inclusive vários populares estariam se mudando com medo desses indivíduos”, explicou a delegada .

Após as denúncias, a Polícia Civil pediu à Justiça a expedição de mandados de busca e apreensão. Segundo a delegada, na região onde foram cumpridos os mandados existe uma criminalidade crescente.

“É uma região bastante complicada, com a prática de diversos crimes, como tráfico de drogas, roubos, muitos veículos roubados, então fizemos essa operação para dar uma resposta para a população e também para mostrar que a polícia está na região”, disse Alexandra Santos.

Prisão
Durante a operação uma pessoa foi presa. Um homem que é acusado de diversos crimes, responde na Justiça por um latrocínio e é suspeito de participação no assassinato do idoso Giltônio Rocha Maia, em 22 de abril deste ano.

“Esse indivíduo já praticou latrocínio há uns 4 anos, onde ele vitimou um cidadão no bairro Socopo. Ele chegou a ser preso, mas foi solto e ainda não saiu a condenação. Nos últimos meses, ele é suspeito de alguns homicídios na região, inclusive de um idoso, o Giltônio, que estava na porta de casa, além de outros crimes, então pedimos a prisão temporária dele”, afirmou o delegado Robert Lavor, do DHPP.

Da Redação

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banca de Jornal

Propaganda