Conecte-se conosco

Cidades

PMT lança site para desenvolver soluções tecnológicas para o transporte público

Publicado

em

A Prefeitura de Teresina, através da Secretaria de Planejamento e Coordenação (Semplan), em parceria com a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), por meio do programa EuroClima+, lançou nesta segunda-feira (8), site e etapa de inovação aberta para o projeto Observatório do Transporte. O objetivo é ter a participação pública, de outras empresas e órgãos para desenvolvimento de soluções tecnológicas e inovadoras para transporte público na cidade.

O site https://observatoriodotransporteteresina.org/ , tem como objetivo contribuir com a melhoria da qualidade do transporte de Teresina, estimulando a participação da sociedade no desenvolvimento de propostas de soluções digitais inovadoras através da transparência e compartilhamento das informações de sistemas.

O lançamento ocorreu com a presença do Prefeito Dr. Pessoa, do vice-prefeito Robert Rios, do Secretário de Planejamento João Henrique Sousa, do secretário de Governo Adolfo Nunes, e do diretor regional Brasil Cone Sul da Agência Francesa de Desenvolvimento, Phillippe Orlliange. O projeto coordenado pela Agenda Teresina 2030, órgão da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Semplan), tem como um dos parceiros a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), além do consórcio Systra/Unifor e a Despacio, que também estiveram presentes.

Para o prefeito Dr. Pessoa, é um oportuno momento para buscar soluções para o transporte público. “Todos sabem que estamos aflitos com o que vem ocorrendo na nossa cidade e todos compreendem que precisamos olhar com muita atenção e carinho para o transporte da nossa cidade. Precisamos nos unir e discutir soluções que venham somar com a gestão e a mudança que buscamos em Teresina”, explica.

“Fico muito feliz com esse momento, em que o prefeito Dr. Pessoa decide seguir com projetos que beneficiam a população e trazem em sua essência aquilo que consta no seu plano de governo. Esse é um programa que possui recursos da União Europeia e é reconhecido internacionalmente. É um momento de alegria receber essa comitiva e lançar mais uma etapa do projeto Observatório do Transporte”, explica o secretário de Planejamento, João Henrique Sousa.

A Agenda Teresina 2030 coordena o projeto e trabalha em colaboração com a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (STRANS), devido a sua importância na busca por uma cidade mais resiliente e participativa. A Prefeitura de Teresina foi vencedora de um concurso da União Europeia, no contexto do Programa EUROCLIMA+ no componente mobilidade sustentável, para a implementação de um projeto piloto, utilizando a tecnologia Blockchain/Inovação aberta que busca desenvolver soluções para melhorar a gestão do transporte público na cidade.

“Esse momento é muito importante para o projeto, pois receber a Agência Francesa de Desenvolvimento e o Cônsul Geral de França para o Nordeste é a consolidação dos próximos passos. É um trabalho que tem financiamento gerado pela União Europeia e o financiador é a Agência Francesa de Desenvolvimento e tê-los aqui é gratificante. Hoje fizemos o lançamento do site do projeto e iniciamos o convite para que a população se inscreva nos próximos dias. Além disso, outras instituições e órgãos podem participar dessa discussão para que, a partir do diagnóstico já levantado, possamos construir soluções e desenvolver ideias que tragam melhorias para o transporte público municipal”, explica Cíntia Bartz, coordenadora da Agenda Teresina 2030, departamento da Secretaria de Planejamento do município.

O projeto conta com 500 mil euros de recursos da União Europeia a fundo perdido e está sendo implementado em parceria com a Agência de Desenvolvimento Francesa (AFD). O Projeto “Observatório do Transporte” está sendo desenvolvido pelo consórcio entre a empresa SYSTRA, em parceria com a UNIFOR, desde o final de 2019.

Quem pode participar?
Estudantes, professores e/ou pesquisadores; empreendedores e empresários do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), sobretudo Startups; Comunicadores de T.I, inovação e empreendedorismo; Profissionais da Área de T.I, design, engenharia, arquitetura e demais profissões que atuem em áreas similares.

Fonte: Ascom/Semplan

Cidades

Balé da Cidade de Teresina lança série documental “Como ensaiamos”

Publicado

em

Desde o último dia 12 de abril, o Balé da Cidade de Teresina exibe em suas redes sociais a série documental “Como ensaiamos?”. Apresentando vídeos e fotos sobre a rotina de aulas e ensaios dos integrantes da companhia durante o período da pandemia do novo Coronavírus, onde ensaios e apresentações foram cancelados por conta das medidas de distanciamento.

Para Chica Silva, diretora do Balé da Cidade, a série também será uma forma de aproximação com o público, que desde o início da pandemia não teve mais acesso às apresentações. “Queremos compartilhar com o nosso público, de forma mais íntima, como tem sido essa experiência de um ano trabalhando dentro de casa. A ideia é passar a experiência de um olhar mais próximo, como se o público entrasse na nossa casa e nos visse dançar”, explica a diretora do Balé da Cidade, Chica Silva.

A série será atualizada toda segunda e quarta-feira no instagram e no Facebook da Companhia. Para acompanhar basta seguir o Balé da Cidade no instagram ou facebook através do @baledacidadedeteresina.

Sobre a Companhia
O Balé da Cidade de Teresina é uma companhia pública de Dança Contemporânea que atua há 27 anos no cenário artístico local e nacional, contribuindo com o desenvolvimento e aprofundamento da dança piauiense. Vem aproximando a dança da cidade através da sua atuação compromissada em diferentes ações, como temporadas de apresentações gratuitas, conversas e formação continuada.

O Balé da Cidade de Teresina conta com 18 integrantes e é mantido pela Prefeitura Municipal de Teresina, por meio de uma parceria entre a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves e a Associação dos Amigos do Balé da Cidade de Teresina.

Fonte: Ascom/PMT

Continue lendo

Cidades

Polícia emite no de pesar pelo agente de polícia Walter Silva

Publicado

em

A Delegacia Geral de Polícia Civil do Piauí emitiu nesta segunda-feira (19) nota de pesar pelo falecimento de agente de Polícia Civil Walter da Costa e Silva, conhecido carinhosamente como Walter Gago.

De acordo com a nota da Polícia Civil, Walter Gago faleceu de complicações de covid-19. O agente ingressou na Polícia Civil em 1986, onde contribui com trabalhos para a instituição. O sepultamento do agente acontecerá no cemitério São Judas Tadeu.

Confira a nota da Polícia Civil:
A Delegacia Geral de Polícia Civil vem, por meio da presente nota, manifestar votos de pesar pelo falecimento do Agente de Polícia Civil Walter da Costa e Silva, conhecido carinhosamente como Walter Gago, ocorrido em 19 de abril de 2021, em decorrência da Covid-19.

Atualmente, o agente de polícia estava lotado na sede da Secretaria de Segurança Pública do Piauí, tendo ingressado na PC-PI no ano de 1986, contribuindo por toda uma vida com os trabalhos da instituição.

A Delegacia Geral deseja conforto aos familiares e amigos do APC Wlater da Costa e Silva Carvalho da Silva nesse momento de dor.

O sepultamento acontece no cemitério São Judas , na zona Sudeste de Teresina.

Da Redação

Continue lendo

Cidades

Piauí Conectado vai levar cobertura de internet a 100% do estado

Publicado

em

Em reunião do Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas do Governo do Estado foi aprovada a expansão do Projeto Piauí Conectado, que irá assegurar acesso à internet banda larga para os 224 municípios do estado.

O diretor-presidente da concessionária SPE Piauí Conectado, Emerson Silva, explica que a ampliação da cobertura de internet de qualidade em todo o estado irá proporcionar inúmeros benefícios para a população. “Em dois anos de implantação do nosso projeto, a cobertura de internet no Piauí cresceu 125%, um número bem acima da média brasileira que foi 22%. Com essa expansão, o estado ficará 100% conectado por meio de fibra ótica, gerando melhorias na prestação do serviço público e na qualidade de vida da população”, destaca o gestor.

Para o governador Wellington Dias, a expansão é muito benéfica para o Piaui. “Temos uma prática pioneira no Brasil, levando internet de qualidade aos pontos mais distantes do estado. Um modelo de referência para todo o Brasil. Isso significa a viabilidade de serviços de telemedicina, segurança, educação EAD, possibilidade de serviços bancários e de crédito, que ampliam, e muito, as possibilidades não só do comércio, mas também de toda a estrutura social”, destacou o gestor.

Atualmente, o Piauí Conectado está presente em 101 municípios, beneficiando cerca de 2,5 milhões de piauienses. Com a expansão, o projeto chegará aos 224 municípios e alcançará 12 mil quilômetros de rede de fibra óptica.

Para a superintende de Parcerias e Concessões do Estado, Viviane Moura, o estudo de expansão foi iniciado para ressignificar a Administração Pública de todo o Estado com serviços de qualidade. Ela acredita que a tendência, no futuro, é fortalecer cada vez mais a telemedicina, a tele-segurança e a teleducação. “É por meio da rede que a gente se conecta e para a Administração Pública tem sido o caminho para que as atividades não suspendam ou parem. É graças a essa PPP que conseguimos manter um ritmo de trabalho. A Piauí Conectado tem sido uma grande parceira no sentido de abrandar as dores causadas em decorrência do coronavírus. As 101 cidades contempladas no projeto demandam e dependem, para que vários serviços funcionem, de uma rede capaz de atender a várias frentes de atuação do governo, como educação, saúde e segurança”, frisa a gestora.

O Projeto Piauí Conectado é uma iniciativa de Parceria Público-Privada (PPP) que prevê a implantação de uma rede de fibra óptica de internet de qualidade e menor custo. O objetivo é que essa rede atenda as demandas da população piauiense nas três principais áreas da administração pública: educação, saúde e segurança.

Fonte: CCOM

Continue lendo

Popular