Conecte-se conosco

Cidades

PMT e Equatorial definem retirada de rede para reiniciar as obras do viaduto da Tabuleta

Publicado

em

PMT e Equatorial definem retirada de rede para reiniciar as obras do viaduto da Tabuleta

A Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Planejamento e Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas Sul (SAAD Sul), definiram em reunião junto à concessionária Equatorial Energia os prazos para finalização das intervenções nas linhas alimentadoras que estão na área de obra do viaduto da Tabuleta, zona Sul.

De acordo com a Equatorial, as últimas intervenções na área devem ocorrer até o dia 30 de Maio. “Nosso objetivo é concluir esse remanejamento de rede até o final deste mês e, depois disso, fazer a retirada completa das estruturas nos primeiros 15 dias de Junho. A partir desta data, a Prefeitura já pode atuar no andamento da obra”, explica Cosme Cezário, Superintendente de Operações Regional Norte.

A obra, que ligará a avenida Barão de Gurguéia à Avenida Henry Wall de Carvalho sem interrupção do trânsito, estava prevista para ser entregue em 2019. A obra começou no início de 2018 e recebeu R$25 milhões em recursos, parte deste valor por convênio com a Caixa Econômica Federal, financiamento e contrapartida da Prefeitura de Teresina.

“O viaduto da Tabuleta é uma obra grande que vai atender a população de uma forma substancial. Estamos alinhados às recomendações do Prefeito Dr. Pessoa de monitorar a aplicação dos recursos do município e os projetos para o desenvolvimento da capital”, afirmou João Henrique Sousa, secretário de Planejamento.

Com o término do remanejamento de linhas alimentadoras de energia elétrica, o município iniciará as obras no local. Uma nova licitação deverá ser aberta para contratação da empresa que será responsável por concluir o projeto.

O Superintendente da SAAD Sul, Alípio Paiva, informou que o novo processo licitatório foi recalculado pela equipe técnica da superintendência, analisado pela SEMPLAN e agora deve ser enviado para a Caixa Econômica que irá determinar se o novo processo se enquadra nos termos do financiamento.

“Após todo o trâmite burocrático, caso seja aprovado, o processo voltará para a secretaria de administração que efetivará a licitação, que tão logo seja feita, será homologada e contratada. Após dada a ordem de serviço será estabelecido o prazo de 90 dias para a conclusão e entrega desta obra tão importante”, concluiu Alípio Paiva.

Fonte: Ascom/PMT

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banca de Jornal

Propaganda