Ao todo, 2.490.880 participantes compareceram ao primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022 neste domingo (13). O número corresponde a 73,3% dos cerca de 3,4 milhões de inscritos nas duas versões (impressa e digital). De acordo com dados do Inep, no Piauí, dos 83.445 inscritos, 62.522 compareceram aos locais de aplicação. O número representa 74,9% de presença.

Entre os presentes, 2.458.504 realizaram as provas em papel e 32.376, de forma digital (em computador). Os dados são preliminares, tendo em vista que os números conclusivos dependem da apuração definitiva do consórcio aplicador.

Os participantes realizaram provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, ciências humanas e suas tecnologias, além da redação, com o tema “Desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil”. O exame continuará no próximo domingo (20), quando será a vez de resolver itens de ciências da natureza e suas tecnologias, e matemática e suas tecnologias. O Inep divulgará os gabaritos até o dia 23 deste mês, conforme previsto em edital.

Passe Livre
Em Teresina e no interior do Estado, os estudantes das escolas públicas contaram com mais uma política de inclusão universitária do Governo do Piauí. “O Passe Livre é uma política de sucesso com evidências de resultados. Iniciamos iniciamos a implementação do Passe Livre em 2016 e tivemos a melhor taxa de presença no Enem nos anos de 2016, 2017, 2018, 2019 e 2021. Em todos esses anos, o Piauí foi o estado com a menor taxa de faltosos e em todos esses anos tivemos o apoio do Passe Livre Enem. Em 2022, foram 9500 estudantes beneficiados, 2.200 na capital e 7.300 no interior”, ressalta o secretário da Educação, Ellen Gera.

Enem
O Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica. Ao longo de mais de duas décadas de existência, tornou-se uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni), ambas ações do Ministério da Educação (MEC).

Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o Enem para selecionar estudantes. Os resultados são usados como critério único ou complementar dos processos seletivos, além de servirem de parâmetros para acesso a auxílios governamentais, como o proporcionado pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os resultados individuais do Enem também podem ser usados nos processos seletivos de instituições portuguesas que possuem convênio com o Inep para aceitarem as notas do exame. Os acordos garantem acesso facilitado às notas dos estudantes brasileiros interessados em cursar a educação superior em Portugal.

Fonte: CCom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *