Conecte-se conosco

Cidades

Piauí registra cinco mortes por covid-19 em 24h

Publicado

em

Nas últimas 24 horas foram registrados, no Piauí, 351 casos confirmados e cinco óbitos pela Covid-19, segundo os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite deste sábado (16).

Dos 351 casos confirmados da doença, 196 são mulheres e 155 homens, com idades que variam de um a 94 anos.

Um homem e quatro mulheres foram vítimas da Covid-19. Ele era da cidade de Manoel Emídio (78 anos). As mulheres eram de Guaribas (75 anos), Parnaíba (66 anos), Picos (73 anos) e São João do Piauí (75 anos). Todas as vítimas possuíam comorbidades.

Os casos confirmados no estado somam 151.397 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 2.950 e foram registrados em 203 municípios. Até agora, morreram 1.730 homens e 1.220 mulheres.

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, há 460 ocupados, sendo 282 leitos clínicos, 160 UTIs e 18 em leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 8.224 até o dia 16 de janeiro de 2021.

A Sesapi estima que 147.987 pessoas já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

Da Redação

Cidades

Guarda Municipal intensifica patrulhamento ostensivo em Teresina

Publicado

em

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Teresina lançou, neste sábado (6), a operação Saturação, que consiste no reforço do efetivo para ocupar um bairro da capital durante um dia, com base no índice de criminalidade ali registrado. A operação teve início no bairro Angelim, localizado na zona Sul da cidade. Mais de 30 agentes, a GCM fez o patrulhamento ostensivo durante tarde e noite, de forma intensiva.

“É o início de uma nova sistemática da Guarda Municipal que busca se tornar mais presente em outras regiões da cidade. Selecionamos a região da Vila Irmã Dulce e Angelim devido ao índice de violência. O momento foi de reconhecer a área e conversar com moradores para que eles também conheçam a gente. Assim, podemos planejar ações futuras. Essa foi a primeira de outras tantas formas novas que a Guarda vai atuar”, explica o coronel Nixon Frota, comandante da GCM de Teresina.

O cronograma prevê que a Operação Saturação sua extensão para outros bairros da cidade.

“A população vê a presença forte da GCM na zona Norte. Nossa ideia é descentralizar e levar isso também para outras zonas da cidade. A operação vai continuar. Cada bairro e comunidade vai ter uma demanda e uma solução, uma forma de trabalhar diferente”, pontua Nixon Frota.

Fonte: Ascom/PMT

Continue lendo

Cidades

FMS confirma que 96% dos leitos de UTI estão ocupados por Covid-19 em Teresina

Publicado

em

O presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, confirmou que a ocupação de leitos de UTI destinados a pacientes com Covid-19 na rede municipal de saúde de Teresina ultrapassou os 95% na tarde deste sábado (6).  Havia apenas seis leitos disponíveis até às 14h, com outros 138 ocupados, representando 95,8% da ocupação total de leitos. 

Gilberto Albuquerque explica que até meio-dia de hoje havia apenas três leitos desocupados.

“Mas isso muda muito. Nós estamos trabalhando com 144 leitos Covid e o movimento é muito grande. Agora, no início da tarde, nós temos disponíveis seis leitos de UTI e 138 ocupados, ou seja, aproximadamente 96%”, adiantou.

“A gente espera que a população continue colaborando com o isolamento social, o uso de máscaras e álcool em gel, porque nós estamos passando agora por um dos períodos mais difíceis. No primeiro pico da doença, nós tínhamos pacientes na maioria mais velhos e agora temos muitos pacientes jovens, sem comorbidades perspectiva e demorando mais tempo internados, ou seja, aparentemente é uma variante mais agressiva”, revelou o presidente da FMS.

Fonte: FMS

Continue lendo

Cidades

Sessão da APL homenageia o cinquentenário da UFPI

Publicado

em

A importância história da instalação há 50 anos da Universidade Federal do Piauí motivou a realização de uma sessão online especial da Academia Piauiense de Letras (APL), realizada neste sábado (6). Com a participação do Reitor Gildásio Guedes e do vice-reitor Viriato Campelo, o ato solene reuniu acadêmicos, ex-reitores, integrantes da Administração Superior e representantes dos segmentos docente e estudantil da Universidade.

Zózimo Tavares, presidente da Academia Piauiense de Letras

Ao abrir o evento, o presidente da APL, acadêmico e jornalista Zózimo Tavares, expressou alegria pela sessão em honra à Universidade e agradeceu aos acadêmicos pela aprovação unânime da proposição do ato solene. Para o presidente, a UFPI constitui um marco divisor na história do Piauí.

“Nos enchemos de contentamento e emoção ao recordar hoje a bela trajetória da Universidade, assinalada por muitos sacrifícios e desafios, tantas incompreensões e disputas, mas também muitas conquistas e vitórias” disse Zózimo. “Naquele 1º de março de 1971, quando a Universidade foi oficialmente instalada, o Piauí plantou em terra fértil a semente do saber, que se espalhou pelo estado e vem alimentando o espírito e a inteligência dos piauienses” declarou.

Docente da UFPI e ocupante da cadeira nº 1 da Academia, o acadêmico Fonseca Neto foi o orador da solenidade e proferiu uma palestra em que enfatizou fatos históricos e a força da mobilização de políticos, intelectuais, estudantes e personalidades que se articularam até verem aprovada no Congresso a Lei 5.528, de 1968, que autorizava finalmente a criação da primeira Universidade do Piauí.

Acadêmico Fonseca Neto

“Instalada a UFPI, em março de 1971, nela confluem na origem as experiências de educação superior anteriores que existiam no Piauí: as Faculdades de Direito, Filosofia, Odontologia, Medicina e de Administração (de Parnaíba) ”, disse Fonseca, ao apresentar na palestra o pano de fundo político e histórico que culminou na aprovação da Lei 5.528, incorporando essas faculdades e criando a UFPI. ” A UFPI foi resultado desse acerto político na comissão mista do congresso que tinha Petrônio Portela como presidente e Chagas Rodrigues como relator”, desenhando assim o formato inicial da instituição.

Fonseca Neto dedicou sua palestra ao jornalista carioca Luiz Bello, in memoriam, que documentou no livro “Da Serra da Ibiapaba ao Campus da Ininga”, o resgate de 4 séculos de pedagogia no Piauí e a fundação da UFPI. O obra foi lançada esta semana pela Editora da Universidade, em ato comemorativo aos 50 anos da Instituição.

Gildásio Guedes, reitor da UFPI

O reitor da UFPI, Gildásio Guedes, em seu discurso, agradeceu à Academia Piauiense de Letras pela homenagem que celebra a atuação nesses 50 anos da UFPI. Disse que a Instituição tem orgulho de ter colaborado com progresso do estado e de ter ampliado oportunidades e gerado mudança de vida para as mais de 75 mil pessoas que se graduaram e se pós-graduaram em 5 décadas de existência da Universidade. Guedes disse também que a Instituição se reinventa para continuar servindo aos que a procuram.

“A Universidade é feita de sonhos. Vamos lutar para finalmente criar o Parque Tecnológico do Piauí e também presentear Teresina com uma nova área verde de convivência, com a instalação de um Parque Ambiental na área entre o Setor de Esportes e o CT. Temos também o desejo de criar novos cursos para colaborar com a vocação de cidades onde temos campi instalados. Estamos aqui para fazer essa Universidade cada dia maior”, finalizou.

Participaram da solenidade os ex-reitores Anfrísio Neto Lobão Castelo Branco, Pedro Leopoldino e José Arimatéria Dantas Lopes, e 13 acadêmicos da APL, entre eles, Celso Barros Coelho; Fides Angélica, que cerimoniou o evento; Nelson Nery Costa; Jônathas Nunes, também presidente da Academia Piauiense de Ciências; Maria do Socorro Magalhães; e Elmar Carvalho. Pela Universidade, também prestigiaram a solenidade pró-reitores, diretores de centro, superintendentes, além de professores e estudantes.

A solenidade está disponível no canal da APL no You Tube.

Fonte: Ascom

Continue lendo

Popular