A Secretaria de Estado da Justiça do Piauí vai enviar neste sábado (25) quatro policiais penais para colaborarem com as demais forças do Brasil na missão de reestabelecer a ordem do sistema prisional e segurança do Rio Grande do Norte. São profissionais com expertises de intervenção e com experiência no sistema prisional. O embarque dos policiais piauienses será às 14h30, no Aeroporto Senador Petrônio Portella.

O Rio Grande do Norte já teve mais de 180 pessoas presas, suspeitas de participação nos ataques criminosos contra prédios públicos, comércios e veículos desde o dia 14 de março, segundo informou o governo na sexta-feira (24).

Na madrugada de sexta, um ônibus da Prefeitura de Parazinho, que estava na garagem municipal, foi incendiado. O fogo foi controlado pelos moradores da cidade e não houve feridos.

Este foi o 11º de ataques no Rio Grande do Norte. Segundo a polícia, os ataques foram comandados por uma facção criminosa que atua dentro e fora de presídios no estado.

A Secretaria de Segurança Pública informou que o estado realizou 182 pessoas em 10 dias, conforme levantamento até às 7h. Do total, 6 são adolescentes apreendidos.

Entre os detidos também há 19 foragidos da Justiça que foram recapturados e quatro presos que cumpriam penas em regime semiaberto, com uso de tornozeleira e que foram flagrados em crimes: um com arma de fogo, outro com galão de gasolina e dois com drogas.

Pelo menos 35 prisões ocorreram dentro de duas operações deflagradas pelas forças de segurança para cumprir mandados de prisão contra membros da facção apontada como responsável pelos atos.

Também foram apreendidas pelas forças de segurança 42 armas de fogo, 6 simulacros de arma de fogo, 148 artefatos explosivos, 33 galões de combustíveis, 14 motos e dois carros, além de munições, dinheiro, drogas e produtos furtados.

Com informações da Ascom
Foto: Arquivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *