Conecte-se conosco

    Cidades

    Nova Maternidade já conta com 65% da obra concluída na zona Leste de Teresina

    Publicado

    em

    Nova Maternidade já conta com 65% da obra concluída na zona Leste de Teresina

    As obras da Nova Maternidade do Piauí já se encontram com 65% de conclusão . A unidade de saúde está localizada na Avenida Presidente Kennedy, zona leste de Teresina, e trará um novo conceito de unidade neonatal para todo o estado, se tornando a maio referência na área. A nova maternidade é uma obra do Governo do Estado, construída através da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).

    A nova unidade de saúde terá 286 leitos, 115 deles destinados à terapia intensiva, com 20 unidades de UTI materna e 30 leitos de UTI neonatal. Além disso, mais 45 leitos de cuidados intermediários e 20 leitos intermediários Canguru, espaço destinado para o acolhimento de mãe e bebê, permitindo que a mãe fique mais próxima do filho após o parto

    O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, destacou que esta obra mudará o conceito de saúde neonatal dentro do estado do Piauí.

    “A unidade contará com um centro especializado na saúde neonatal, será uma referência para todo o estado, além de trazer mais qualidade para os serviços de saúde também ajudará a desafogar outras maternidades do estado, garantindo maior resolutividade para todas as unidades, além de agilidade no atendimento da população”, explicou o gestor.
    A obra recebe investimentos na ordem de R$ 135 milhões e tem previsão de conclusão em dezembro de 2021.

    O secretário Florentino Neto destaca ainda que após sua conclusão, a nova maternidade será uma das maiores do país.

    “Teremos mais de 280 leitos, UTI materna, UTI neonatal, Unidade de Cuidados Intermediários na modalidade tradicional e Canguru, centro de parto normal, área de internação, um centro moderno de diagnóstico, tudo isso comprovando o importante significado que essa obra tem para todos os piauienses e o compromisso da atual gestão em melhorar cada vez mais a saúde dentro do estado”, disse o secretário.

    Fonte: Ascom/Sesapi

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Banca de Jornal

    Propaganda