O Serviço de Neurologia do Hospital Getúlio Vargas (HGV) tem avançado e resolvido os casos mais complexos regulados para a unidade de saúde. Segundo dados do Relatório de Cirurgias do HGV, de janeiro até junho deste ano, já foram realizadas mais de 600 procedimentos na especialidade.

A diretora-geral, Nirvania Carvalho, explica que o serviço é referência, tanto na área clínica, cirúrgica e intervencionista. “Já realizamos em nossa unidade mais de 600 procedimentos relacionados tanto na neurocirurgia quanto na neurointervenção”, enfatizou a gestora.

O coordenador da Neurocirurgia do HGV, Arquimedes Cavalcante, destaca que o serviço é habilitado nas mais variadas áreas da neurocirurgia para dar um atendimento integral ao paciente.

“Isso se deve à melhoria no parque tecnológico com equipamentos modernos capazes de resolver casos de alta complexidade, a exemplo de microcirurgia de tumores, como também das cirurgias complexas de coluna vertebral, e embolizações de aneurismas cerebrais”, destaca o médico.

Para o superintendente de Alta e Média Complexidade da Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi), Dirceu Campêlo, o HGV mostra sua capacidade resolutiva.

“É um hospital de alta complexidade que realiza os mais diversos procedimentos, contribuindo para diminuir a fila de espera”, disse.

Fonte: Ascom
Foto: Arquivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *