Motoristas e cobradores de ônibus encerraram nesta sexta-feira (24) a greve no transporte público de Teresina após 12 dias em paralisação na capital. A decisão foi proferida após assinatura da convenção coletiva realizada no Tribunal Regional do Trabalho da 22ª Região (TRT-PI), na zona Leste de Teresina.

Os consórcios que atendem as zonas Norte e Leste, Poty e Urbanus aceitaram na quinta-feira (23) pagar as reivindicações propostas pela classe trabalhista. Os últimos dois, consórcios Sul (região Sul) e Theresina (região Sudeste), ainda não haviam entrado em consenso com os motoristas e cobradores da capital.

Dentre as solicitações por parte da classe trabalhista que foram atendidas pelos empresários estão:

– O reajuste salarial de 3,5% a partir de março e de mais 2,5% a partir de junho, fechando em 6% no total. Com isso o salário de um motorista que custa hoje R$ 2 mil passará para R$ 2.140;

– O ticket alimentação de R$ 170,00 para R$ 350,00; e

– Também o auxílio-saúde de R$ 60,00 para R$ 80,00.

De acordo com as informações, a previsão é que haja o pagamento do retroativo entre esta sexta-feira (24) e sábado (25/03). Já a partir de amanhã a previsão é que 100% da frota entre em circulação novamente por toda Teresina, com expectativa de um leve aumento de veículos ainda nesta sexta-feira.

Da Redação
Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *