Conecte-se conosco

Cidades

Morre em Teresina o jornalista e advogado Macário Oliveira

Publicado

em

O jornalista e advogado Macário Galdino de Oliveira morreu nesta sexta-feira (1º) após sofrer uma parada cardíaca.

De acordo com informações de um familiar, na semana anterior, Macário Oliveira havia implantado um marca-passo, mas o coração não aguentou.

O velório aconteceu até as 9h na funerária Pax União, na Miguel Rosa, em Teresina, e o sepultamento ocorreu às 10h no cemitério São Judas Tadeu.

Biografia
Macário Galdino de Oliveira nasceu em Ipueiras (CE) a 1º de abril de 1943, sendo o décimo oitavo filho dos dezenove que o casal Francisco Galdino de Oliveira e Verónica Martins de Oliveira teve. As primeiras letras foi em família e frequentou o primário no Colégio de São Francisco, em Canindé (CE), à sombra do famoso santuário nordestino. O ginasial e clássico no Seminário de São José, em Sobral (CE). No Seminário Provincial do Ceará, em Fortaleza, frequentou o curso de Filosofia e primeiro ano de Teologia.

Cursou Jornalismo na Faculdade de Filosofia da Universidade Federal do Ceará (UFC) e Direito na Faculdade Federal de Direito do Piauí. Na Universidade Federal de Direito do Piauí (UFPI), concluiu o curso de Teologia e iniciou o curso de Medicina Veterinária. Jornalista profissional com exercício em O Povo.

Correspondente do jornal O Globo e dá Revista Veja, diretor de Jornalismo da Radio Clube de Teresina (PI) e editor do Jornal do Piauí, onde editou o JP Literário.

Escreveu ainda para o Meio Norte, Diário do Povo, Correio do Piauí e jornal O Dia.

Especializado em Direito Eleitoral, representou por muitos anos partidos políticos no Tribunal Regional Eleitoral do Piauí. Tem longa atuação no Tribunal Superior Eleitoral e nos Regionais do Maranhão, Ceará e Pernambuco.

Foi professor de Direito Público, na UFPI, e Procurador do Instituto de Terras do Piauí (INTERPI), exerceu os cargos de Secretário Substituto de Justiça e Segurança Pública (1975-1981), Delegado do Serviço Nacional de Formação de Mão de Obra Rural (SENAR/MTb) (1982-1985), Delegado do Ministério da Educação e do Desporto (1986- 1991) e Procurador Geral da Universidade Federal do Piauí (1991-1994). Foi membro do Conselho Penitenciário do Estado, desde 1991. Integrou o Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil no Piauí e pertenceu ao Instituto Histórico e Geográfico do Piauí e à Associação Piauiense de Imprensa.

Da Redação