O estudante Luan Augusto, baleado em ataque a uma escola estadual em Cambé, no norte do Paraná, morreu na madrugada desta terça-feira (20). Ele respirava com a ajuda de aparelhos e seu estado de saúde era considerado gravíssimo.

A família autorizou a doação de órgãos. O adolescente foi baleado na cabeça após um homem invadir o Colégio Estadual Professora Helena Kolody na manhã de segunda-feira (19).

A primeira vítima, namorada do aluno de 16 anos, foi atingida por um tiro na cabeça e morreu no local.

Relembre o caso
Um ex-aluno de 21 anos atingiu dois alunos com os disparos no Colégio Estadual Professora Helena Kolody por volta das 9h30 de ontem

O homem foi contido e preso em flagrante. Com ele, os policiais apreenderam um machado guardado dentro de uma mochila, mas o instrumento não foi utilizado pelo agressor.

Em depoimento para a polícia, o atirador disse que não conhecia as vítimas e planejava o crime há quatro anos. Ele afirmou também ter sido vítima de bullying em 2014.

Há quatro anos ele vinha planejando o ataque, há um mês e meio adquiriu uma arma de fogo e também tinha farta munição.
Secretário de Segurança Pública, Hudson Teixeira

De acordo com Teixeira, o objetivo do atirador era “vitimar o máximo de pessoas possíveis”.

Um segundo homem foi preso à noite, suspeito de ajudar a planejar o ataque, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Paraná.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *