Conecte-se conosco

Brasil

Manaus tem onda de violência com ataques após morte de traficante

Publicado

em

Manaus tem onda de violência com ataques após morte de traficante

Manaus vive uma onda de violência desde a noite de ontem, com registro de incêndios em pelo menos 11 bairros da cidade. Segundo a SSP-AM (Secretaria de Segurança Pública do Amazonas), os ataques foram motivados pela morte de um traficante. As ações continuam ocorrendo na tarde deste domingo (6), com registros de ônibus e micro-ônibus queimados em avenidas movimentadas da cidade.

Pelos cálculos da SSP-AM, ainda pela manhã, 14 ônibus e duas viaturas foram incendiadas e uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi interceptada por criminosos e os funcionários foram roubados. O número ainda não foi atualizado na parte da tarde.

Não há registro de feridos e um comitê de crise foi criado pelo governo estadual para apurar os casos. Mesmo com a criação, os atos violentos não cessaram durante o dia.

Foi registrado pelos bombeiros que às 12h34, um micro-ônibus teve perda total na avenida Desembargador João Machado, na zona oeste, e outro às 13h13, na avenida Autaz Mirim.

Além disso, uma estação de ônibus também foi alvo dos criminosos na rua Ruy Adriano, Conjunto João Paulo 2, no início da tarde. No fim da manhã, um trator que estava no canteiro de obras da prefeitura de Manaus, na rua Evaristo da Veiga foi incendiado por volta das 10h15. A sede do local também foi alvo de ação dos criminosos. Uma agência bancária do Bradesco também foi alvo de ataques.

Devido aos ataques, a frota de ônibus foi recolhida, e a circulação, que seria normalizada a partir do meio-dia (horário local), ainda não foi retomada.

O secretário de Segurança, coronel Louismar Bonates, informou que o número de viaturas nas ruas foi triplicado hoje para reforçar a segurança, inclusive de prédios públicos.

Pela manhã, o Corpo de Bombeiros já havia registrado 18 ocorrências de incêndio na capital amazonense —foram contabilizados 16 incêndios em veículo, um em comércio e outro em um transformador de energia elétrica. O número ainda não foi atualizado à tarde.

Os incêndios em veículos ocorreram em diversas regiões de Manaus, entre elas os bairros Planalto, Petrópolis, Santa Etelvina, São José 2, Novo Aleixo, Cidade de Deus, Japiim, Tarumã Açu, Jorge Teixeira, Armando Mendes e Flores.
Ordem partiu de presídio, segundo investigação

De acordo com o Bonates, os ataques ocorrem em razão da morte de um traficante conhecido como “Dadinho” em uma ação da PM (Polícia Militar). Ele seria ligado à facção criminosa Comando Vermelho, que teve origem no Rio de Janeiro, e hoje age em prisões do Amazonas.

Segundo o secretário, os policiais chegaram até o traficante por meio de uma denúncia. “Quando a viatura chegou ele foi trocar tiros com a polícia e veio a óbito”, explicou.

Informações levantadas pelo Departamento de Inteligência da pasta apontam que a ordem partiu de um presídio. Os nomes dos envolvidos nos ataques estão sendo levantados. Eles deverão ser transferidos para um presídio federal.

Em nota divulgada nas redes sociais, o Sinetram (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas) disse repudiar os atos de vandalismo.

“Atos dessa natureza, além de serem crimes de dano e ilícitos civis, visam disseminar o medo e inviabilizam o serviço essencial. Diante desse cenário, os maiores prejudicados são o usuário do transporte coletivo e os trabalhadores do sistema de transporte cujas vidas estão em risco”, diz um trecho do comunicado.

Fonte: Folhapress

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banca de Jornal

Propaganda