A 11 dias do segundo turno da eleição presidencial, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue à frente do presidente Jair Bolsonaro (PL), marcando 49% dos votos totais, ante 45% do rival. Brancos e nulos somam 4% e indecisos, 1%.

Na pesquisa realizada na semana passada, o petista marcava 49% dos votos totais e o atual presidente, 44%. Brancos e nulos eram 5% e indecisos, 1%. Hoje, com a margem de erro de dois pontos, Lula pode ter de 47% a 51% dos votos totais, enquanto o presidente pode marcar de 43% a 47%.

A oscilação favoreceu o presidente. Lula e Bolsonaro estão assim no limite máximo para um empate técnico pela primeira vez nesta disputa, mas tal cenário é considerado estatisticamente improvável neste momento pelo Datafolha.

Os olhos então se voltam para o contingente de indecisos. Eles, assim como a taxa de abstenção que não é possível de constatar antes da eleição, poderão definir a fatura.

Entre os eleitores que votaram em Simone Tebet (PDT), a terceira colocada no primeiro turno com 4% dos votos válidos, 34% vão de Lula, 29% de Bolsonaro e 21%, em ninguém. Já nos que apoiaram Ciro Gomes (PDT), quatro colocado com 3% dos válidos, os dados são respectivamente 33%, 44% e 21%.

O instituto ouviu 2.912 pessoas em 181 municípios de segunda (17) a esta quarta (18), em um levantamento encomendado pela Folha e pela TV Globo que está registrado sob o código BR-07340/2022 no Tribunal Superior Eleitoral. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos.

A pesquisa não é necessariamente uma previsão acurada de resultado, e sim um registro do que o eleitor está pensando no momento em que é abordado. Somas podem ficar acima ou abaixo de 100% devido a arredondamentos.

Fonte: Folhapress

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *