O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebe nesta segunda-feira (29) o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, para uma reunião bilateral.

Maduro, que está no Brasil para a cúpula de líderes da América do Sul nesta terça (30), chegou ao Palácio do Planalto às 10h40 acompanhado da esposa, Cilia Flores. Ele subiu a rampa do prédio e foi recebido por Lula e pela primeira-dama, Janja.

A agenda oficial prevê uma primeira reunião restrita entre Lula e Maduro. Na sequência, o encontro será ampliado para outros integrantes da comitiva venezuelana e do governo brasileiro, incluindo o ministro da Fazenda, Fernando Haddad.

Os dois mandatários ainda assinarão atos conjuntos e, na sequência, seguem para almoço no Palácio do Itamaraty.

Retomada da relação
Assim que assumiu a presidência, o presidente Lula retomou relações diplomáticas com a Venezuela e enviou, em 18 de janeiro, uma representação oficial brasileira para atuar na embaixada em Caracas.

Oposicionistas ao governo Lula criticam essa posição de aproximação do Brasil com o governo venezuelano. Argumentam que a Venezuela é uma ditadura e que Maduro enfraqueceu as instituições democráticas do país.

As relações entre os dois países foram rompidas pelo governo anterior, do ex-presidente Jair Bolsonaro. Ainda em 2019, após assumir, Bolsonaro passou a aceitar, então, Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela. Outros países também aceitam a representação de Guaidó.

O Brasil rompeu oficialmente relações diplomáticas com o governo Maduro e tornou os representantes do governo chavista “personae non grata” no Brasil. Com isso, o corpo diplomático ligado ao governo Maduro deixou de ser aceito como representação legítima da Venezuela.

Mesmo com a retomada da relação no governo Lula, houve constrangimento por parte do governo brasileiro na vinda de Maduro para a posse de Lula. A partir do impasse, o venezuelano cancelou a viagem ao Brasil e enviou como representante Jorge Rodríguez, presidente da Assembleia Nacional – o Parlamento venezuelano – e irmão da vice-presidente Delcy Rodríguez.

Na semana passada, Lula recebeu as credenciais do novo embaixador venezuelano no Brasil, indicado por Maduro. Ele substituirá os representantes indicados por Guaidó que atuaram no Brasil durante o governo Bolsonaro.

Fonte: globo.com
Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *