O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva convidou nesta sexta-feira (23) a deputada eleita Marina Silva (Rede-SP) para assumir o comando do Ministério do Meio Ambiente, segundo fontes próximas à montagem do governo ouvidas pelo blog.

Mais cedo, Lula se reuniu com a senadora Simone Tebet (MDB-MS) e a convidou para assumir a pasta. No entanto, Tebet só aceitaria o cargo se Marina ocupasse o posto de autoridade climática, mas a ex-ministra da área nos governos anteriores de Lula recusou o convite.

No início da noite, Marina Silva publicou em suas redes que autoridade climática era um cargo técnico.

“Tive uma boa conversa com o @LulaOficial sobre os rumos da política socioambiental do país. Esclareço que no encontro não tratamos sobre convite para assumir a autoridade climática, que defendo ser um cargo técnico vinculado ao Ministério do Meio Ambiente”, escreveu a deputada eleita.

Marina e Lula se reuniram nesta sexta-feira (23) no hotel onde o presidente eleito está hospedado, em Brasília. O encontro durou cerca de uma hora.

Simone Tebet
Com isso, a situação de Tebet permanece indefinida. O que Lula gostaria era que a senadora assumisse ou o Ministério do Planejamento, criado a partir de um desmembramento da Economia, ou o Ministério do Turismo. Segundo fontes, Tebet está inclinada a rejeitar ambos.

Dentro do MDB, já se formou a convicção de que os cargos oferecidos a Tebet de alguma maneira têm influência com o quadro eleitoral de 2026, em que ela poderia ser uma adversária de Fernando Haddad. Por isso, o próprio PT tem pressionado para que ela ocupe uma pasta de menor relevância orçamentária.

Após a conversa com a ex-ministra, Lula viajou com Tebet para São Paulo. Segundo fontes ouvidas pelo blog, a conversa do presidente eleito com a senadora foi sobre como contornar algumas objeções dentro do MDB e acertar detalhes da negociação.

Fonte: globo.com
Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *