Conecte-se conosco

Cidades

Justiça decreta prisão domiciliar da mãe de Izadora Mourão

Publicado

em

Justiça decreta prisão domiciliar da mãe de Izadora Mourão

Maria Nerci dos Santos Mourão, acusada de participar da morte da filha, a advogada Izadora Mourão, assassinada a facadas no dia 13 de fevereiro, teve a prisão domiciliar decretada nesta quarta-feira (10) pelo juiz Diego Ricardo Melo de Almeida.

Agora, com a decretação da prisão domiciliar, Maria Nerci fica proibida de manter qualquer contato com as testemunhas apontadas na denúncia, inclusive por meio telefônico, de sair de sua residência no período noturno, a partir das 18 horas até às 6 horas do dia seguinte, salvo se para tratamento médico, ambulatorial ou hospitalar, realizados na cidade para si ou seu filho devendo, para tanto, ser comunicado o Conselho Tutelar.

Irmão de Izadora está preso
O jornalista João Paulo Mourão, suspeito de matar a irmã, a advogada Izadora Santos Mourão, de 41 anos, com golpes de faca, foi preso em flagrante em 15 de fevereiro.
João Paulo e Maria Nerci, mãe de Izadora Mourão, foram apontados pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa – DHPP – com os responsáveis pelo assassinato da advogada, que foi morta com sete golpes de faca, a maioria deles desferidos no pescoço da vítima que sequer teve chances de defesa.

Justiça decreta prisão domiciliar da mãe de Izadora Mourão
João-Paulo e Maria Nerci foram indiciados pela morte de Izadora Mourão

Morte da advogada
Izadora Santos Mourão, 41 anos, foi assassinada com pelo menos sete facadas dentro de casa, no município de Pedro II, no dia 13 de fevereiro deste ano. A princípio, circulou a informação de que ela teria sido morta por uma mulher, que sequer foi identificada.

Orlando Dias
Da Redação

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banca de Jornal

Propaganda