O Tribunal do Júri em Piripiri, no Norte do Piauí, condenou os réus Pablo Renan da Silva Vieira, Júlio Belizário e Jefferson de Sousa Teixeira a 16 anos de prisão pelo crime de tentativa de homicídio qualificado. O julgamento foi realizado na última quinta-feira, 22 de junho, sob a presidência do juiz de Direito Antônio Oliveira.

O promotor de Justiça Francisco Túlio Ciarlini Mendes, titular da 1ª Promotoria de Justiça de Piripiri, representou o Ministério Público do Estado do Piauí.

O Conselho de Sentença, por maioria, reconheceu a materialidade e a autoria do crime, bem como acatou a tese de homicídio qualificado por motivo torpe, em relação aos três réus.

De acordo com a sentença, o crime aconteceu em outubro de 2021, quando os denunciados tentaram assassinar Francisco Antônio Campos com tiros.

“A motivação do crime, segundo denúncia, se deu pelo fato da filha da vítima, que é menor de idade, ter apontado um indivíduo chamado “Erick” como integrante de uma facção comandada por Jefferson de Sousa Teixeira, Pablo Renan da Silva Vieira e Júlio Belizário”, explica.

O Tribunal do Júri informou que somando as penas, os réus totalizaram 16 anos, 03 meses, e 12 dias. De forma individual, Pablo Renan recebeu cinco anos, um mês e vinte e um dia de reclusão. Júlio Belizário ficou com seis anos de reclusão e Jeferson com cinco anos, um mês e vinte e um dias de reclusão.

Da Redação
Foto: Arquivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *