Conecte-se conosco

Esporte

José Aldo é nocauteado por Petr Yan

Publicado

em

Não foi desta vez que José Aldo conseguiu realizar o sonho de ser campeão em duas categorias do UFC. Mesmo atuando com muita agressividade e tendo chances de sair vencedor nos rounds anteriores, o brasileiro foi superado pelo russo Petr Yan, sendo nocauteado aos 3m24s do quinto round após uma série de golpes duros no chão. A vitória de Yan deu a ele o cinturão vago do peso-galo.

– Meu plano era fazer exatamente o que eu fiz. Cansá-lo nos dois primeiros rounds e depois partir para o nocaute. Ser campeão tão jovem me motiva muito, e agora quero ir para casa comemorar com a minha família – disse o russo após a luta.

A luta
A disputa teve início com os dois lutadores na curta distância e se movimentando pouco, e Yan desferindo jabs. Aldo respondeu com um chute forte na perna do russo, que respondeu com um duro golpe de direita no rosto do brasileiro. Aldo deu mais um chute baixo que derrubou Yan, e completou com um gancho de direita na cabeça. O russo diminuiu o ímpeto, e Aldo ganhou confiança para aplicar uma combinação de jab e direto. Yan conectou um direto de direita, e Aldo, ao tentar catar a perna do russo, acabou por baixo no chão. Yan aproveitou para acertar golpes de cima para baixo, afetando a costela do brasileiro que acusou o golpe, faltando pouco para ser nocauteado. O brasileiro foi salvo pelo gongo.

No segundo round, Aldo mostrou estar recuperado e começou a aplicar chutes fortes nas pernas de Yan. O russo apostava no boxe e seguia na custa distância. O brasileiro conectou um bom gancho na linha de cintura e o russo respondeu com uma tentativa de direto, que Aldo desviou com uma boa esquiva. A luta era tensa, pois ambos os atletas mostravam velocidade e força nos golpes, e qualquer um poderia cair. Aldo passou a minar a linha de cintura de Yan com chutes e socos. O russo perdia a precisão e Aldo aproveitava para pontuar.

O terceiro round teve o início no mesmo ritmo que o round anterior. Aldo buscava atacar a linha de cintura de Yan, que se protegia e atacava com combinações potentes de jab e direto. Com dois minutos de luta, Aldo acertou uma sequência de golpes que abalaram Yan. Aldo foi para cima para tentar capitalizar, mas o russo se defendeu bem. O brasileiro mirava seguidamente a linha de cintura do russo, que buscava contra-golpear, e voltou a ter um bom momento após acertar uma cotovelada giratória e abalar Aldo com uma sequência de diretos.

No quarto round, Petr Yan começou a atacar com mais volume, tentando acuar José Aldo e impedir que seus golpes o incomodassem como no início do round anterior. O brasileiro encurtava a distância para lutar no clinche, mas o russo golpeava com velocidade. O combate se mantinha equilibrado, e Aldo se defendia dos ataques de Yan, e não chutava mais. O russo conseguiu catar a perna do brasileiro e derrubar, ficando por cima no chão. Aldo montou a guarda, mas Yan levantou-se e passou a desferir golpes de cima para baixo, como no round inicial, terminando em posição de domínio.

Os dois lutadores se cumprimentaram no centro do octógono no início do quinto round, e logo depois Petr Yan acertou um duro golpe de esquerda, que abalou José Aldo. O brasileiro foi derrubado e Yan foi para cima do brasileiro, ficando na meia-guarda e golpeando de cima para baixo. Aldo tentava se defender, e girou, dando as costas ao russo. Yan golpeava sem parar e o brasileiro apenas protegia a cabeça enquanto recebia joelhadas nas costelas e socos na cabeça. O árbitro acompanhava a situação de muito perto, e a 1m37s do fim da luta não teve alternativa a não ser interromper a disputa, decretando o nocaute técnico e a vitória de Petr Yan.

Fonte: globo.com
Foto: Reprodução

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Fluminense bate o Nova Iguaçu no Carioca

Publicado

em

Com gols de Kayky, Fred e John Kennedy, o Fluminense venceu o Nova Iguaçu na noite de hoje (11), no Maracanã, em partida válida pela 9ª rodada do Campeonato Carioca. Anderson Kunzel conseguiu diminuir para o Nova Iguaçu, fechando o placar em 3 a 1.

A vitória teve um gosto especial para Fred, que marcou o gol de número 400 na carreira. Nesta contagem, 182 deles foram marcados com a camisa do Tricolor, onde Fred faz sua segunda passagem desde o ano passado.

Com o resultado, o Fluminense se firmou na quarta colocação do Carioca e ficou mais próximo da Portuguesa. São 16 pontos contra 17 do terceiro colocado. O Nova Iguaçu, com mais essa derrota, fica na 10ª colocação e vê a classificação para a Taça Rio cada vez mais distante.

Kayky: garoto inspirado no primeiro gol
Apesar de todos os holofotes estarem voltados para Fred, o garoto Kayky, de 17 anos, teve as atenções para si no começo do segundo tempo, quando marcou um lindo gol. Ele saiu costurando entre os marcadores do Nova Iguaçu e ainda tirou o goleiro Luiz Henrique da jogada antes de finalizar para as redes.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Esporte

Cruzeiro vence Atlético-MG em clássico do centenário

Publicado

em

O primeiro clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG de 2021, e que marcou 100 anos de disputas entre os dois clubes, terminou com a vitória celeste por 1 a 0. O gol do jogo no Mineirão foi marcado por Airton, aos 16 minutos do segundo tempo. No final da partida, William Pottker e Hulk ainda se estranharam e acabaram expulsos. Com o resultado, a Raposa foi aos 17 pontos. O Galo permanece com 21 pontos na liderança, mas pode ver a distância diminuir no topo do Campeonato Mineiro.

Os dois tempos do jogo foram bem distintos. No primeiro, partida morna, com baixíssima intensidade e pouca emoção. Na etapa final, a partida melhorou e teve boas oportunidades para os dois lados. Mesmo com um time tecnicamente pior, o Cruzeiro mostrou mais interesse em toda a partida diante de um rival “tranquilo” na maior parte do tempo e anulado em seu ataque.

Quem foi bem: Sobis lidera ataque do Cruzeiro
Rafael Sobis não foi o cara da partida, mas sua experiência foi muito importante para o Cruzeiro sair vitorioso. Sua agilidade para servir Airton garantiu o único gol do jogo. Méritos também para Fábio, que fez um milagre quando o jogo ainda estava empatado.

Quem foi mal: Hulk entra mal e acaba expulso
Hulk entrou mal no segundo tempo e também ficou abaixo das expectativas, assim como o restante do time alvinegro. Bastante pilhado, acabou expulso nos acréscimos da partida.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Esporte

Flamengo vence Palmeiras nos pênaltis e é campeão da Supercopa

Publicado

em

Um jogaço, digno das duas melhores equipes do país. Com direito a golaços, muitas chances de ambos os lados e disputa de pênaltis, o Flamengo venceu o Palmeiras nas cobranças por 6 a 5 — após empate em 2 a 2 no tempo normal — e sagrou-se bicampeão da Supercopa do Brasil no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Os gols foram marcados por Raphael Veiga (2) para o Palmeiras – sendo um deles uma pintura – e Gabigol e Arrascaeta para o Flamengo.

Em 2020, o Rubro-Negro já havia sido campeão da competição ao vencer o Athletico-PR por 3 a 0. A Supercopa do Brasil reúne os vencedores do Brasileiro e da Copa do Brasil da temporada.

Na próxima semana, o Flamengo vira a chave para o Campeonato Carioca, onde tem pela frente o clássico com o Vasco na quarta-feira (14), mesmo dia em que o Palmeiras decide a Recopa Sul-Americana contra o Defensa y Justicia (ARG).

Os melhores – Arrascaeta e Veiga maestros
Arrascaeta, pelo Flamengo, e Raphael Veiga, pelo Palmeiras, comandaram suas equipes e, além dos bonitos gols, foram os grandes articuladores de jogadas.

Os piores – Arão e Luan falham
Willian Arão falhou no gol de Raphael Veiga ao sofrer um drible desconcertante e também deixou espaços na defesa em outros lances. Já Luan deu um bote errado no gol de Gabigol.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Popular