Conecte-se conosco

Esporte

Jogadores divulgam manifesto contra Copa América, mas negam boicote

Publicado

em

Jogadores divulgam manifesto contra Copa América, mas negam boicote

Jogadores da seleção brasileira masculina principal divulgaram logo após a rodada dupla das Eliminatórias para a Copa do Mundo do Qatar um manifesto em suas redes sociais em que se dizem contra a realização da Copa América, marcada para começar em quatro dias, no Brasil. Eles usaram os Stories do Instagram para publicação de um texto em que reiteram oposição à competição, mas sem boicote.

“Somos contra a organização da Copa América, mas nunca diremos não à seleção brasileira”, pontuaram os convocados, em comunicado após a vitória sobre o Paraguai, por 2 a 0, em Assunção.

A nota dos jogadores do Brasil corrobora o tom de insatisfação com a polarização política da qual a seleção passou a fazer parte desde que o técnico Tite revelou a reunião com o então presidente da CBF, Rogério Caboclo. “É importante frisar que em nenhum momento quisemos tornar essa discussão política”, disseram eles.

O grupo não cita diretamente o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), nem a diretoria da CBF, que tem atribuições na organização da competição. A entidade citada é apenas a Conmebol, a confederação sul-americana.

Mais cedo, após a vitória sobre o Paraguai, o zagueiro e capitão Marquinhos reforçou a ideia de o grupo não teria cogitado abandonar a seleção para boicotar a Copa América.

Sabemos todo o contexto da Copa América. Então, creio que foi muito discutido nesses últimos dias internamente e externamente. Vemos tudo que as pessoas falam sem saber a verdade. Deixamos claro que em momento os jogadores se negaram a vestir essa camisa. É nosso sonho de criança e hoje estamos aqui. É o maior orgulho. A gente fez o que tinha que fazer, dois jogos que eram foco, e vamos ver o que será decidido, existe uma hierarquia. Somos cientes do nosso papel.”

Hoje (9), o técnico Tite vai anunciar a lista dos jogadores que disputarão a Copa América. A estreia da seleção é no domingo, contra a Venezuela, em Brasília.

Fonte: Folhapress

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banca de Jornal

Propaganda