Conecte-se conosco

    Política

    João Doria vence prévias e será candidato do PSDB à Presidência

    Publicado

    em

    João Doria vence prévias e será candidato do PSDB à Presidência

    O governador de São Paulo, João Doria, será o candidato do PSDB na disputa pela Presidência da República nas eleições de 2022. O resultado da votação interna do partido — as chamadas prévias — foi divulgado hoje após um processo marcado por confrontos, incertezas e suspeitas de ataques de hackers.

    A votação foi encerrada às 17h de hoje (27). O partido divulgou que Doria ficou com 53,99% dos votos, enquanto o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, registrou 44,66%. O ex-senador Arthur Virgílio marcou 1,35%.

    Após o anúncio do resultado do pleito, os três candidatos se reuniram para dar declarações à imprensa ao lado de Bruno Araújo, presidente da legenda.

    Em seu discurso, Doria elogiou a disputa do partido e deu largada à campanha eleitoral, falando sobre economia, meio ambiente, relações internacionais e criticando o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT).

    “A eleição foi linda. Não tenho dúvidas que foi difícil a decisão que cada um de vocês teve que tomar para escolher seu candidato. Eduardo Leite e Arthur Virgílio são meus amigos e do mesmo partido”, disse o governador paulista.

    a sequência, criticou os ex-presidentes petistas. “Os governos Lula e Dilma representaram a captura do estado pelo maior esquema de corrupção do qual se tem notícia no país.”

    Doria aproveitou para ameaçar Lula nos debates presidenciais. “Lula, se prepare para os debates, que eu vou cobrar isso de você. Você não terá em mim alguém complacente nos debates, na discussão e na campanha.”

    Logo depois, repreendeu o atual presidente.

    “Bolsonaro vendeu um sonho e entregou um pesadelo. Nosso Brasil se transformou no Brasil da discórdia, da desunião, do conflito, da briga entre familiares e amigos, da arrogância política”

    Atraso na votação
    A decisão do representante tucano na corrida eleitoral deveria ter sido anunciada semana passada, mas o aplicativo que registrava os votos dos filiados deu pane e inviabilizou a conclusão do pleito.

    O problema caiu como um balde de água fria nos tucanos e levantou suspeitas de um ataque hacker. Daí em diante, os confrontos internos aumentaram, apesar de, em frente às câmeras, os candidatos pregarem um discurso de união. Nos bastidores, reinam as ameaças e acusações entre os defensores de João Doria e Eduardo Leite.

    A Executiva Nacional do PSDB passou a semana se reunindo com as campanhas e testando novos softwares para dar sequências à votação dos mais de 40 mil filiados que não conseguiram registrar suas escolhas no último fim de semana.

    No final das contas, o pleito continuou sendo online, mas por meio do site do PSDB, da empresa BeeVote. Os que conseguiram registrar a escolha no último final de semana — seja presencialmente em Brasília, seja pelo aplicativo anterior — estão com seus votos armazenados e não precisam refazer a operação, garante a legenda.

    Fonte: Folhapress

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Banca de Jornal

    Propaganda