Conecte-se conosco

Cidades

Indígenas venezuelanos são vacinados contra Covid-19 em Teresina

Publicado

em

Indígenas venezuelanos são vacinados contra Covid-19 em Teresina

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), em parceria com a Fundação Municipal de Saúde (FMS), iniciou a vacinação contra a Covid-19 em indígenas de etnia Warao, refugiados da Venezuela. Ao total, foram vacinados 134 indígenas, que residem nos três abrigos localizados em Teresina.

A ação é resultado da articulação entre o Governo do Piauí, por meio da Secretaria Estadual de Saúde do Piauí (Sesapi), e da Prefeitura de Teresina, pela FMS e pela Semcaspi.

De acordo com a secretária da Semcaspi, Eliana Lago, a vacinação para este grupo prioritário era aguardada, por garantir a saúde e reduzir a transmissibilidade da Covid-19 entre as famílias indígenas.

“Estávamos aguardando por este momento e o grande dia chegou. Iniciamos a vacinação contra a Covid-19 na população indígena vinda da Venezuela. Na nossa gestão, temos buscado orientar e conscientizar estas famílias indígenas sobre os riscos desta doença, disponibilizando os equipamentos de proteção individual e informando sobre a importância da vacina. Com o acesso à fake news, alguns indígenas já chegaram a nos questionar sobre a eficácia da vacina e estamos buscando combater todas estas desinformações nos abrigos, o que tem garantido a aceitação ampla neste grupo”, esclareceu.

Segundo Gilberto Albuquerque, presidente da FMS, as famílias refugiadas da Venezuela estão sendo imunizadas por fazerem parte de um grupo prioritário definido pelo Governo Federal, que são os indígenas.

“Como o Ministério da Saúde definiu os indígenas como grupo prioritário para serem vacinados contra a Covid19, os venezuelanos que residem nos abrigos de Teresina se enquadram neste grupo, por serem exatamente indígenas da etnia Warao, por isso que eles tiveram esta prioridade”, explicou Gilberto Albuquerque.

Em Teresina, há três abrigos que receberam os indígenas, refugiados da Venezuela e estão localizados nos bairros: Buenos Aires; Poti Velho; e na BR 343, no prédio do Emater.

Fonte: Ascom/FMS

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banca de Jornal

Propaganda