O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) enviou nesta quinta-feira (1º) mensagem ao Senado com a indicação do seu advogado, Cristiano Zanin Martins, 47 anos, para ocupar a vaga no STF (Supremo Tribunal Federal) deixada pelo ex-ministro Ricardo Lewandowski.

A mensagem presidencial foi publicada em edição extra do DOU (Diário Oficial da União) ao fim da tarde. Pela manhã, o presidente havia dito que, em sua análise, Zanin “vai se tornar um dos grandes ministros da Suprema Corte”.

Natural de Piracicaba, no interior de São Paulo, Zanin poderá ficar na Corte até 15 de novembro de 2050, quando completará 75 anos e terá de se aposentar compulsoriamente. Ou seja, pode atuar na Corte pelos próximos 27 anos.

Formado em direito pela PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) em 1999, o advogado é especialista em litígios (disputa judicial estabelecida depois que o réu contesta o que foi apresentado na ação) empresariais e criminais, tanto nacionais quanto transnacionais.

Zanin também foi professor de direito civil e direito processual civil da Fadisp (Faculdade Autônoma de Direito). Integra o IAB (Instituto dos Advogados Brasileiros), a AASP (Associação dos Advogados de São Paulo) e a IBA (International Bar Association). É sócio efetivo do Iasp (Instituto dos Advogados de São Paulo) e associado fundador do Ibdee (Instituto Brasileiro de Direito e Ética Empresarial). Também é cofundador do Lawfare Institute.

Fonte: Poder360
Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *