O Censo Demográfico 2022, divulgado nesta quarta-feira (28) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), aponta que Teresina é o município com a 19ª. maior população do país, com 866.300 habitantes, um crescimento de 52.070 pessoas (6,39%) em relação ao Censo Demográfico de 2010, quando havia registrado uma população de 814.230 habitantes. O crescimento de Teresina foi o segundo maior dentre as capitais do Nordeste, sendo superado apenas pelo de João Pessoa (15,3%).

De acordo com IBGE, dentre os 20 municípios mais populosos do país, Teresina apresentou a 6ª. maior taxa de crescimento geométrica anual, com 0,52% ao ano, só ficando atrás de João Pessoa (PB), com 1,19% ao ano; Manaus (AM), com 1,14% ao ano; Campo Grande (MS), com 1,11% ao ano; Goiânia (GO), com 0,83% ao ano e Brasília (DF), com 0,76% ao ano. A taxa de crescimento de Teresina foi a mesma observada para o Brasil, tendo superado a taxa registrada para o estado do Piauí, que ficou em 0,39% ao ano.

As cidades mais populosas do país, em 2022, eram São Paulo (SP), com 11.451.245 habitantes, cerca de 5,6% da população do Brasil, seguida do Rio de Janeiro (RJ), com 6.211.423 habitantes, cerca de 3% da população brasileira.

15 municípios concentram metade da população do Piauí
O Censo Demográfico 2022 informa que 15 municípios do Piauí concentram 50,68% da população do estado, com 1.656.969 habitantes. O município com a maior participação na população do estado é Teresina, com 866.300 habitantes, que sozinha detém mais de um quarto da população do estado (26,50%). Na sequência vem Parnaíba, com 162.159 habitantes (4,96%) e Picos, com 83.090 habitantes (2,54%).
Dentre os 15 municípios mais populosos do Piauí, os que apresentaram maior taxa de crescimento geométrica anual foram: Altos, com 1,68% ao ano; São Raimundo Nonato, com 1,56% ao ano; e José de Freitas, com 1,15% ao ano. Teresina, apesar de ter a maior população do estado, apresentou uma taxa de crescimento de 0,52% ao ano, ficando na 11ª. colocação dentre aqueles municípios.

Bom Jesus destaca-se com a maior taxa anual de crescimento populacional do Piauí
O município do Piauí que apresentou a maior taxa de crescimento geométrico anual da população entre os Censos Demográficos de 2010 e 2022 foi Bom Jesus do Piauí, com 2,03% de elevação ao ano, e um crescimento absoluto da população da ordem de 6.170 habitantes naquele período. Esse crescimento observado por Bom Jesus foi 5,2 vezes maior que a taxa de crescimento geométrico da população do estado do Piauí, que ficou em 0,39% ao ano.

Na sequência vem o município de Nazária, com uma taxa de crescimento geométrico da ordem de 2,02% ao ano e um crescimento absoluto da população de 2.194 habitantes no período de 2010 a 2022. Esse crescimento do município também foi de cerca de 5,2 vezes o crescimento médio do estado no período.

Bom Jesus

Municípios com maior taxa de crescimento geométrico anual no Piauí 
O Censo Demográfico 2022 aponta que 112 municípios piauienses (50%) apresentaram queda no número de habitantes, se comparado com as informações do Censo Demográfico de 2010.

No Piauí, o município que perdeu mais população em termos absolutos foi o Massapê do
Piauí, com queda de 1.004 habitantes, seguido de São Francisco do Piauí, com perda de 906 habitantes, e Elesbão Veloso, que perdeu 905 habitantes.

Município de Porto tem a maior média de moradores por domicílio no Piauí
O município de Porto apresentou a maior média de moradores residindo num mesmo domicílio no estado do Piauí, segundo o Censo Demográfico 2022. Essa média foi da ordem de 3,57 pessoas por domicílio, superior à média registrada no estado, que foi de 3,05 pessoas por domicílio. Na sequência vem o município de Madeiro, com 3,55 moradores por domicílio. No Piaui, o município com o menor número de moradores por domicilio é Bocaina, que registrou a média de 2,59 moradores por domicílio.

A média do Brasil era de 2,79 pessoas residindo por domicílio. Comparando-se os indicadores dos estados, o Piauí tem a 2ª. maior média do Nordeste e a 7ª. maior do país, com 3,05 moradores por domicílio. O estado com o maior indicador é o Amazonas, com 3,64 moradores por domicílio. O menor indicador do país é o do Rio Grande do Sul, com 2,54 pessoas por domicílio.

Da Redação
Fotos: Arquivos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *