Conecte-se conosco

Cidades

HUT destaca protagonismo feminino entre profissionais de saúde

Publicado

em

HUT destaca protagonismo feminino entre profissionais de saúde

As mulheres são a principal força de trabalho da saúde, representando 65% de profissionais ocupados no setor público e privado. O dado é baseado no último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o Piauí aparece em destaque como único Estado onde as mulheres são maioria em cargos gerenciais, cerca de 53% revela o estudo: Indicadores sociais das mulheres no Brasil também do IBGE.

Neste 08 de março, Dia Internacional da Mulher, o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) destaca o protagonismo feminino e suas experiências exitosas no Hospital.

A coordenadora do serviço de Fisioterapia, Daniela Vieira, é um desses exemplos, para ela “Quando temos amor pelo que fazemos nos tornamos mais humanos, olhamos para os pacientes como um ser completo que necessita além da nossa expertise técnica, de empatia, de palavras de incentivo e fé, pois a recuperação começa no momento que se quer isso pra si”.

O carinho que recebemos dos nossos pacientes nos motiva todos os dias. Andreza Sobral, também fisioterapeuta, desenvolveu a forma mais grave da Covid-19, foram dias difíceis, mas superados com a ajuda da equipe do HUT. “Jamais vou esquecer o que vocês fizeram por mim, eu não tinha noção do quanto vocês lutaram por mim até acordar e ver todos (médico, enfermeiras e fisioterapeutas) vibrando de alegria, ligando para minha família para comemorarmos, além da linda e emocionante surpresa na minha alta”. Publicou Andreza na sua rede social.

As restrições sanitárias devido à pandemia impõem novas formas de celebrar datas importantes, para Viviane Alves, responsável pela Unidade de Educação Continuada (UEC), “Mesmo com o distanciamento social, o importante é reforçar laços de afeto e criar maneiras de se fazer presente. Já que vivemos o “momento das lives” vamos usar esse recurso para conversar não só com os servidores do HUT, mas para toda a sociedade”.

A Unidade de Educação Continuada, responsável pelo evento “HUT Live Talks”, convidou o Psicólogo Eduardo Moita, especialista e mestre em saúde mental coletiva para ser o facilitador do tema: A mulher de destaque não precisa ser “uma Mulher Maravilha”.

Eduardo cita que “É preciso reverberar o papel social da mulher, que muitas vezes têm tripla jornada de trabalho e ela já entende isso, por isso é importante o homem também entender e colaborar com essa adequação social. O homem tem obrigação (e não favor) de dividir tarefas, e refletirmos sobre o nosso comportamento para com a mulher, porque tudo na vida acontece por mudança cultural e mudança cultural acontece por processo educacional”, finalizou.

Em parceria com o Conselho Regional de Enfermagem – Coren-PI, a enfermeira, chefe de núcleo da Fundação Municipal de Saúde, Roberta Berté abordará sobre: Mulheres líderes na área da saúde: conquistas e desafios. “A mulher tem uma capacidade de enxergar o diferente e traz uma riqueza muito grande para o sistema de saúde”, explica Roberta.

O primeiro “HUT Live Talks” será mediado pelo enfermeiro do HUT e coordenador de comunicação do Coren-PI, Wendel Marcos. As discussões dos temas ocorrem às 10h e às 19h30 desta segunda-feira, 08/03 no instagram: @HospitaldeUrgenciadeTeresina.



Fonte: Ascom/HUT

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banca de Jornal

Propaganda