Conecte-se conosco

Esporte

Honda marca em estreia, mas Botafogo fica só no empate contra o Bangu

Publicado

em

O japonês Keisuke Honda balançou as redes em sua estreia com a camisa do Botafogo. Porém, o Alvinegro apenas empatou por 1 a 1 contra o Bangu, no estádio Nilton Santos, na tarde deste domingo (15), em jogo válido pela terceira rodada da Taça Rio – o segundo turno do Campeonato Carioca. O atacante Rhainer foi o autor do gol da equipe visitante.

A próxima partida do Botafogo pelo estadual está marcada para o próximo sábado (21), contra a Cabofriense, no estádio Nilton Santos, às 19h (de Brasília). O Bangu, por sua vez, recebe o Flamengo, na segunda-feira (23), às 20h30. No entanto, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) fará uma reunião extraordinária amanhã, na qual serão discutidas ações e diretrizes contra a pandemia de coronavírus.

A tendência é que o estadual carioca siga as medidas tomadas por outros órgãos e também seja suspenso por tempo indeterminado.

Com o empate, ambas equipes chegam aos quatro pontos no Grupo B da Taça Rio. Mas o Bangu fica com a terceira posição por ter melhor saldo de gols, deixando o Botafogo em quarto. Os times ficam a dois pontos do Boavista, segundo colocado e que, hoje, estaria classificado para a próxima fase.

Quem foi bem: Honda
O estreante da noite não fez um jogo espetacular, mas a falta de grande jogadas na partida fazem com que o japonês tenha sido um dos melhores. Além do gol marcado, batendo penalidade, o meio-campista deixou por uma vez um companheiro na cara do gol e mostrou que pode ser o homem de criação do Botafogo.

Quem foi mal: Michel Pereira
No lance que originou o pênalti do Botafogo, o zagueiro do Bangu errou o tempo de bola e não achou nada. Com isso, a defesa ficou com espaço e possibilitou que Navarro invadisse a área e sofresse o pênalti.

Fonte: Folhapress
Foto: Divulgação/Botafogo

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Corinthians empata com São Bento em mais um tropeço

Publicado

em

Tudo igual para Corinthians e São Bento. Na noite desta sexta-feira (16), as equipes se enfrentaram na Neo Química Arena, pela sétima rodada do Campeonato Paulista e empataram em 1 a 1. O confronto ficou marcado pelo golaço do lateral Gabriel, do time do interior, e por mais uma atuação abaixo do esperado da equipe comandada por Vagner Mancini.

Favorito no confronto, o Corinthians saiu atrás do placar logo no início do primeiro tempo e foi neutralizado pela equipe de Sorocaba nos primeiros 45 minutos. Na etapa final, com a entrada de jogadores mais experientes no lugar dos garotos, o Timão se arrumou em campo e conseguiu o empate.

Com o resultado, o clube do Parque São Jorge chega ao seu 15º ponto no Paulistão e segue na liderança isolada no Grupo A, ainda que venha de duas rodadas sem triunfo. Já o São Bento, que ainda não venceu, chegou ao seu quarto ponto e se mantém na briga contra o rebaixamento.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Esporte

Ponte Preta domina Santos e vence por 3 a 0

Publicado

em

A Ponte Preta venceu o Santos por 3 a 0 nesta sexta-feira (16), no Moisés Lucarelli em Campinas, pela quinta rodada atrasada do Campeonato Paulista. João Veras marcou duas vezes e Moisés fez o terceiro.

Na primeira etapa, a Macaca dominou completamente o Peixe, que mal conseguiu passar do meio-campo, construindo o placar da vitória em 45 minutos. Ariel Holan fez mais testes no time visitante e viu um desempenho nada assertivo, com uma defesa totalmente fragilizada.

Com o triunfo, a Ponte subiu para sete pontos, ocupando o terceiro lugar no Grupo B, a três pontos da segunda colocada Ferroviária. Já o Santos está na segunda posição do Grupo D, com seis pontos em seis jogos, correndo riscos. O Mirassol lidera com oito pontos em cinco jogos, enquanto o Guarani vem em terceiro, com cinco pontos em seis rodadas.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Esporte

Renato é demitido do Grêmio após queda na Libertadores

Publicado

em

A mais gloriosa passagem de Renato Portaluppi pelo Grêmio como treinador chegou ao fim. Em exatos 1670 dias, o maior ídolo da história do clube recolocou o Tricolor na rota dos títulos importantes depois de um hiato de 15 anos. Porém, não resistiu aos insucessos recentes, que culminaram com a eliminação na 3ª fase da Libertadores, mesmo que esteja afastado por estar com Covid-19.

Na terceira vez em que comandou o Grêmio, Renato conquistou Libertadores, Recopa, Copa do Brasil, três Gauchões, empilhou uma supremacia no clássico Gre-Nal e ainda ganhou a desejada estátua. Mas não foram apenas períodos de glória. Houve eliminações, polêmicas e outros momentos delicados.

Nesta sexta-feira, Renato irá fazer um exame RT-PCR. Se testar negativo, deve ir ao CT Luiz Carvalho nos próximos dias para ter um último contato com jogadores e funcionários do clube. E ruma ao Rio de Janeiro no começo da próxima semana.

Fonte: globo.com

Continue lendo

Popular