Conecte-se conosco

Esporte

Hamilton segura Verstappen e abre temporada da F-1 com vitória no Bahrein

Publicado

em

Lewis Hamilton, da Mercedes, venceu hoje o Grande Prêmio do Bahrein, etapa que abriu a temporada 2021 da Fórmula 1. Em uma disputa emocionante contra Max Verstappen, o heptacampeão da Mercedes levou a melhor no fim e deixou o holandês da Red Bull com o segundo lugar. Valtteri Bottas, também da Mercedes, foi o terceiro.

Verstappen largou da pole, mas acabou abrindo brecha para a concorrência por causa da estratégia de pneus. No fim, o holandês esteve mais rápido que Hamilton e chegou a tomar a primeira posição a três voltas da bandeira quadriculada, mas saiu dos limites da pista na manobra e precisou devolver a posição. Ainda pressionou de novo, mas sem sucesso.

Bottas pouco ameaçou e ainda teve problemas em uma das paradas. No entanto, além de completar o pódio, ainda faturou um ponto a mais por ter feito a volta mais rápida.

Companheiro de Verstappen na Red Bull, Sergio Perez foi mais um a ter problemas, mas fez uma corrida de recuperação e conseguiu o quinto lugar, atrás da McLaren de Lando Norris. Charles Leclerc (Ferrari), em sexto; Daniel Ricciardo (McLaren), em sétimo; Carlos Sainz (Ferrari), em oitavo; Yuki Tsunoda (Alpha Tauri), em nono); e Lance Stroll (Aston Martin), em décimo, completaram a zona de pontuação.

A corrida
A Red Bull mostrou força durante todo o final de semana, mas teve problemas logo na volta de apresentação: Sergio Perez viu o carro apagar a caminho do grid, determinando a suspensão da largada. O mexicano conseguiu reativar o carro, mas precisou começar dos boxes.

Os primeiros colocados fizeram uma largada segura, com Verstappen protegendo a primeira posição da abordagem de Hamilton. Bottas era o terceiro, mas acabou perdendo a posição para a Ferrari de Leclerc.

Antes da ultrapassagem do monegasco, porém, Nikita Mazepin perdeu o controle de sua Haas, escapou e bateu. Em pouco tempo, a direção de prova mandou o safety car para a pista. Melhor para Perez, que foi para os boxes trocar pneus.

Na relargada da terceira volta, Leclerc foi para cima de Hamilton, mas o britânico protegeu bem a segunda posição. Pierre Gasly (Alpha Tauri) vinha no meio do pelotão, mas perdeu a asa dianteira ao se tocar com Daniel Ricciardo (McLaren) e precisou ir para os boxes, caindo para a 19ª posição.

Na sexta volta, Bottas partiu para cima de Leclerc e recuperou a terceira posição. O ferrarista tentou dar o troco, mas o rival finlandês não cedeu espaço e acabou levando a melhor. Ficou ruim para Leclerc, que viu Lando Norris chegar na oitava volta — e tomar a quarta posição uma volta depois.

Com as trocas de pneus entre as voltas 12 e 15, Perez foi para o quinto lugar. Hamilton era quarto, mas tomou o terceiro lugar da Ferrari de Carlos Sainz — que foi para a parada na volta 16. Quando o vice-líder Bottas também foi para os boxes, o mexicano da Red Bull subiu para terceiro, atrás apenas do líder Verstappen (que não havia parado) e de Hamilton.

Mas o holandês entrou para a troca na volta 18 e Hamilton aproveitou para assumir o primeiro lugar, à frente da dupla da Red Bull. O mexicano não conseguiu resistir à chegada de Bottas e viu o finlandês assumir o terceiro posto. Depois, parou na volta 20 e retornou no 12º lugar.

Único piloto a não parar na primeira janela, Sebastian Vettel chegou a andar em oitavo, mas o desgaste dos pneus custou em uma disputa contra Carlos Sainz e Fernando Alonso a partir da volta 21. O espanhol levou a melhor e chegou ao oitavo lugar nas voltas seguintes, mas perdeu a posição para Perez no giro 25.

Hamilton parou de novo na volta 29 e voltou em terceiro, a 15 segundos de Verstappen. Bottas era o segundo lugar e parou na volta 31, mas a Mercedes teve problemas para a troca do pneu dianteiro direito e fez ele voltar em quinto, atrás ainda de Lando Norris e Charles Leclerc. Assim, a briga pela vitória ficou restrita apenas aos dois primeiros colocados.

Mais atrás, a Williams vinha com chances de pontuar, mas George Russell perdeu a décima posição para a Alfa Romeo de Kimi Raikkonen na volta 37. Pior para Russell, que ainda foi superado por Yuki Tsunoda e Sebastian Vettel, caindo para 13º.

Em quarto, Perez parou na volta 39 para colocar pneus médios, voltando em sétimo. Na volta seguinte, Verstappen parou e colocou pneus duros, voltando em segundo. Como já havia usado dois jogos de pneus médios, era a alternativa que tinha para chegar ao final da corrida com menos desgaste.

A dez voltas para o fim, Hamilton seguia firme na liderança, com Verstappen a quatro segundos e diminuindo a diferença. O holandês tomou o primeiro lugar na volta 53, a três voltas do fim, mas como superou os limites da pista e precisou devolver a posição. O britânico agradeceu, segurou o adversário e não perdeu mais.

Fonte: Folhapress

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Renato é demitido do Grêmio após queda na Libertadores

Publicado

em

A mais gloriosa passagem de Renato Portaluppi pelo Grêmio como treinador chegou ao fim. Em exatos 1670 dias, o maior ídolo da história do clube recolocou o Tricolor na rota dos títulos importantes depois de um hiato de 15 anos. Porém, não resistiu aos insucessos recentes, que culminaram com a eliminação na 3ª fase da Libertadores, mesmo que esteja afastado por estar com Covid-19.

Na terceira vez em que comandou o Grêmio, Renato conquistou Libertadores, Recopa, Copa do Brasil, três Gauchões, empilhou uma supremacia no clássico Gre-Nal e ainda ganhou a desejada estátua. Mas não foram apenas períodos de glória. Houve eliminações, polêmicas e outros momentos delicados.

Nesta sexta-feira, Renato irá fazer um exame RT-PCR. Se testar negativo, deve ir ao CT Luiz Carvalho nos próximos dias para ter um último contato com jogadores e funcionários do clube. E ruma ao Rio de Janeiro no começo da próxima semana.

Fonte: globo.com

Continue lendo

Esporte

4 de Julho-PI elimina o Cuiabá nos pênaltis e avança na Copa do Brasil

Publicado

em

O 4 de Julho eliminou Cuiabá da Copa do Brasil. O jogo foi realizado no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, na noite desta quinta-feira (15). No tempo norma, as duas equipes empataram em 0 a 0 e e jogo foi decidido nas penalidades.

Com o chute de Marllon parando nas mãos do goleiro Jaílson, do time piauiense, o 4 de Julho vence, avança para a terceira fase da Copa do Brasil e ainda leva pra casa R$ 1,7 milhão. Na próxima fase, o Colorado enfrenta o América Mineiro.

Próximos jogos
O Cuiabá joga no domingo (18) contra o Dom Bosco pela 9ª rodada do Campeonato Mato-Grossense competição. Já o 4 de julho enfrenta o Picos na Arena Colorada.

Escalações
4 de Julho-PI: Jailson; André, Marcelo, Gilmar Bahia, Chico Bala; Vitor Recife, Edinaldo; Hiltinho; Ted Love, Etinho e Esquerdinha. Técnico: Flávio Araújo.

Cuiabá: Walter; Lucas Ramon, Marilon, Anderson Conceição, Uendel; Auremir, Rafael Gava; Elvis; Jonathan Cafu, Elton (Josiel). Técnico Auxiliar: Fernando Medeiros.

Da Redação
Foto: Reprodução

Continue lendo

Esporte

Vasco vence o Flamengo por 3 a 1 pelo Carioca

Publicado

em

Em clássico realizado na noite de quinta-feirae (15), no Maracanã, o Vasco venceu o Flamengo por 3 a 1, e se aproximou do G4 do Campeonato Carioca. Os gols do triunfo foram marcados por Leo Matos, Cano, que marcou neste confronto pela primeira vez, e Morato. Vitinho descontou.

Com o resultado, o Cruz-Maltino chegou a 13 pontos, mantendo ainda chances de classificação à semifinal do Estadual. O Rubro-Negro se mantém com 19, na segunda colocação, atrás do Volta Redonda, que tem 20 pontos.

A vitória fez o time de São Januário dar fim a um recente retrospecto negativo frente ao rival. O último triunfo havia sido em abril de 2016, por 2 a 1, em duelo válido pelo Estadual. De lá para cá, até esta noite, tinham sido 17 jogos, com nove empates e oito triunfos da equipe da Gávea.

O Vasco abriu o placar ainda no começo da partida. Em cobrança de escanteio de Zeca, Leo Matos subiu e, de cabeça, balançou a rede. A bola área, que vinha sendo um problema defensivo da equipe cruz-maltina, desta vez, foi favorável no ataque.

Estratégias diferentes
Enquanto o Flamengo tinha mais a posse de bola e conseguia impor um bom volume de jogo no campo de ataque, o Vasco ficava mais postado e apostava nas saídas em velocidade.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Popular