Conecte-se conosco

    Brasil

    Governo libera R$ 10,9 bilhões para pagar auxílio a caminhoneiros e taxistas

    Publicado

    em

    Governo libera R$ 10,9 bilhões para pagar auxílio a caminhoneiros e taxistas

    O presidente Jair Bolsonaro editou uma medida provisória nesta quinta-feira (28) que autoriza a abertura de um crédito extraordinário de R$ 10,9 bilhões para pagar os auxílios a caminhoneiros e a taxistas. O valor será entregue ao Ministério do Trabalho e Previdência, pasta responsável por gerenciar os benefícios. Ambos os auxílios começarão a ser pagos no próximo mês.

    O valor do subsídio aos caminhoneiros será de R$ 1.000. Em 9 de agosto, serão pagas duas parcelas do benefício, referentes a julho e a agosto. A categoria receberá mais quatro parcelas.

    Confira o calendário de pagamento aos caminhoneiros:
    – 1ª e 2ª parcelas: 9/8
    – 3ª parcela: 24/9
    – 4ª parcela: 22/10
    – 5ª parcela: 26/11
    – 6ª parcela: 17/12

    Têm direito ao voucher os transportadores de carga autônomos cadastrados no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC) até 31 de maio de 2022. Esses caminhoneiros devem estar com a CNH e o CPF válidos.

    Taxistas
    Os taxistas, por sua vez, receberão a partir do dia 16 de agosto. A categoria também receberá em dobro, devido ao acúmulo dos benefícios referentes aos meses de julho e agosto. As demais parcelas serão pagas individualmente a cada mês. Diferentemente do que ocorre com caminhoneiros, o governo terá de calcular quanto será repassado a cada motorista de táxi.

    Para terem direito à ajuda, os taxistas precisarão apresentar um documento de permissão para prestação do serviço, feito pelo poder público municipal ou distrital, que tenha sido emitido até 31 de maio deste ano. O Ministério do Trabalho e Previdência informou que vai solicitar os documentos aos 5.570 municípios do país para liberar o auxílio à classe.

    Fonte: R7.com

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular