O Governo do Estado lança, nesta terça-feira (16), às 8h, a primeira etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa no Piauí. O lançamento será na Fazenda JM, situada na PI-113, Km 16, no Povoado Coroatá, na zona rural de Teresina. Nesta etapa, devem ser vacinados bovinos e bubalinos de todas as faixas etárias, o que corresponde a 1,8 milhão de animais, aproximadamente.

O prazo para imunização do rebanho encerra no dia 31 de maio e o produtor rural tem até 15 de junho para declarar a vacinação e atualizar o saldo do rebanho, por meio do Sistema Informatizado de Defesa Agropecuária (Sidapi).

A Secretaria de Estado da Assistência Técnica e Defesa Agropecuária (Sada), por meio da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Piauí (Adapi), alerta que, sem a vacinação, os produtores rurais podem ser multados e ficam impedidos de comercializar e transportar o animal, pois não conseguirão emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA). O produtor também precisa ter a comprovação da vacina para conseguir financiamento com os bancos e para realizar a compra de milho na Conab, utilizado na ração animal.

Vacinação brucelose
O produtor também precisa fazer a vacinação contra a brucelose, que é uma zoonose, que afeta outros mamíferos e bovinos, e pode afetar também o ser humano. Nesse momento de vacinação contra febre aftosa, o criador deve aproveitar o manejo e realizar a vacinação das bezerras de três a oito meses contra a brucelose.

A vacina contra brucelose é dose única, ou seja, uma vez vacinado, o animal está imunizado por toda a vida, e só são vacinados as fêmeas. Lembrando que a vacina deve ser aplicada por um médico veterinário cadastrado na Sada/Adapi, ou por um técnico ou, ainda, por um auxiliar sob a responsabilidade de um médico veterinário.

Fonte: CCom
Foto: Arquivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *