Conecte-se conosco

    Cotidiano

    Governo garante pagamento do piso dos professores retroativo a janeiro

    Publicado

    em

    Governo garante pagamento do piso dos professores retroativo a janeiro

    Nesta segunda-feira (14), o Governo do Estado do Piauí entregou, oficialmente, a representantes do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Piauí (Sinte), a proposta de reajuste salarial dos professores da rede estadual de ensino. Atendendo à reivindicação da categoria, o governo garantiu o pagamento do piso salarial a todos os professores, assegurando a paridade entre os professores ativos e inativos.

    Pela proposta, será implantado, já no mês de abril, um aumento linear de 10% a todos os professores. Somado a isso, também será adicionado no vencimento um aumento de 4,17%, referente a incorporação do auxílio alimentação, a ativos e inativos da categoria.

    O reajuste será retroativo a janeiro de 2022, de forma que todos os professores das categorias que não atingiram o piso, receberão os valores da diferença salarial referente aos meses de janeiro, fevereiro e março.

    Com a proposta, nenhum professor da rede estadual receberá menos que o piso vigente da categoria, seja ele da ativa ou aposentado. A medida visa seguir o piso salarial vigente seguindo os critérios da legislação atual (Lei 14.113/2020).

    Para o secretário estadual da Educação, Ellen Gera, o reajuste no salário dos professores vai além do cumprimento da legislação atual, sendo também o reconhecimento da categoria. “O professor e a educação como um todo são a base da nossa sociedade. Por isso, devemos ter o maior cuidado de honrar o piso dos professores. Mais uma vez estamos garantindo isso a todos os servidores e garantindo que nenhum professor, seja ele ativo ou inativo, ganhe menos que o piso da categoria”, declarou.

    Fonte: CCom

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular