O Governador do Estado do Piauí, Rafael Fonteles, lançou nesta quarta-feira (7), no Palácio de Karnak, o Programa Oportunidade Jovem, o maior programa de inclusão produtiva para adolescentes e jovens no mercado de trabalho. Serão disponibilizadas 10 mil oportunidades de trabalho e emprego para jovens de 14 a 29 anos, com investimento total de R$ 26 milhões.

O programa envolve diversos órgãos estaduais e terá quatro ações básicas, que inclui a monitoria estudantil, estágio, aprendizagem profissional e primeira oportunidade de trabalho e emprego.

“Nossa proposta é dar oportunidades para todas as pessoas, principalmente aos estudantes de escolas públicas. Temos um programa ousado para gerar 80 mil oportunidades de trabalho em geral e aqui, neste momento, são 10 mil oportunidades focadas no jovem, seja na monitoria, estágio curricular, estágio extracurricular, menor aprendiz e primeiro emprego com carteira assinada”, diz, enfatizando que neste momento não se falou nas startups que são destinadas ao jovem empreendedor na base tecnológica.

“Queremos lançar este farol de oportunidades para a juventude do Piauí, ajudando a cumprir a grande meta de gerar 80 mil oportunidades de trabalho. Vamos trabalhar para ter as empresas por perto”, disse Rafael.

As empresas, segundo Rafael Fonteles, têm que cumprir a norma legal de ter aprendizagem profissional dentro dos seus quadros funcionais e com este programa, o objetivo é facilitar a ligação entre o mundo do trabalho com os estudantes que estarão cada vez mais capacitados porque estudarão mais em escolas de tempo integral, com cursos técnicos dentro do currículo, aumentando as possibilidades de chegar ao ensino superior e ao mercado de trabalho.

O coordenador da Juventude, Everton Calisto, destacou a importância do Programa Oportunidade Jovem feito em parceria com diversos órgãos, como Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), Secretaria Estadual da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (Sasc), Secretaria de Administração (SEAD), Coordenadoria da Juventude (Cojuv), Secretaria de Educação (Seduc), Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e Investe Piauí.

A proposta, de acordo com Calisto, é inserir a juventude de 14 a 29 anos no mercado de trabalho. A SDE, Sasc, Secretaria de Educação, Sead, Cojuv vão coordenar a primeira oportunidade, com parceria entre Governo do Estado e empresas privadas, em que o Governo vai pagar metade dos salários dos jovens contratados pelas empresas durante 4 meses. Após esse período, a meta é que esse jovem tenha carteira assinada e a empresa passa a assumir o compromisso desse jovem. “Então nós abriremos oportunidades para outros jovens”, ressaltou o coordenador.

“A meta é contratar pelo menos 1.500 jovens nesse primeiro momento com investimento de R$ 5 milhões só nesta primeira fase deste programa de primeiro emprego”,explica, enfatizando que as oportunidades poderão ser ampliadas conforme a demanda e a disponibilidade de orçamento dessas secretarias.

Durante o lançamento, o secretário de Educação, Washington Bandeira, disse que a meta é garantir 10 mil novas oportunidades de trabalho para os jovens, seja através de monitoria estudantil, primeiro emprego, estágio curricular e extracurricular em instituições públicas ou privadas.

Washington Bandeira, secretário de Educação

Monitoria
Voltada para estudantes a partir da 2ª série do Ensino Médio, o programa inicia no mês de agosto deste ano. Até 2024, serão ofertadas 1.000 vagas neste segmento que atenderão a 500 turmas do segundo e terceiro ano do ensino médio, observando os critérios de matrícula, frequência e notas. O valor da bolsa é de R$ 350,00 durante 6 meses.

Estágio curricular
A Bolsa estágio curricular é destinada a estudantes com frequência efetiva nos cursos técnicos de nível médio e que estejam cumprindo estágio curricular obrigatório.

A meta é distribuir mais de 5 mil bolsas de 350,00 em 2 anos, em três ou seis parcelas dependendo da duração do estado. A ação é coordenada pela Seduc. Investimento de R$ 5.985.000,00.

Estágio extracurricular
A bolsa extracurricular é destinada a estudantes de nível médio e superior e até o final de 2024, serão atendidos 1000 estudantes, sendo 400 alunos de nível médio com bolsa de R$ 750,00 mais auxílio transporte e 600 alunos de nível superior, que receberão bolsa de R$ 850,00 mais auxílio transporte. Investimento é de R$ 5.580.000,00.

Primeiro emprego
O Programa Oportunidade Jovem inclui também a ação “Primeira oportunidade”, que vai ofertar 1.500 vagas de primeiro emprego para jovens de 18 a 29 anos, até 2024, especialmente para quem está em situação de vulnerabilidade. Para incentivar as empresas, o Governo do Piauí irá pagar o valor equivalente à metade de um salário-mínimo, nos quatro primeiros meses de contratação. Além disso, será criada uma plataforma digital de oportunidade, com o objetivo de conectar pessoas às oportunidades no mundo do trabalho.

Fonte: CCom
Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *