Conecte-se conosco

    Política

    Governador defende aprovação de múltiplas vacinas contra Covid-19

    Publicado

    em

    O governador Wellington Dias (PT) afirmou nesta quinta-feira (26) que está animado diante do avanço na produção das vacinas contra a Covid-19 e, que nesta segunda-feira (30), o Ministério da Saúde vai comunicar aos estados como será o plano nacional de vacinação.

    Dias, que foi escolhido pelos governadores do Nordeste para coordenar junto ao Governo Federal a articulação relacionada à vacinação contra a Covid-19, afirma que há grande possibilidade de em janeiro a população brasileira começar a ser vacinada contra a doença.

    O governador adianta que vai ser definido, por exemplo, os grupos prioritários para receber a imunização no Brasil.

    “A gente espera que seja tomada já na próxima segunda-feira (30) a decisão de fazer uma regra de agendamento. Estou animado, se forem concluídas em dezembro as últimas fases das vacinas que estão sendo testadas no Brasil e a gente tenha por parte da Anvisa, já com aprovação do modelo que a OMS recomendou da autorização emergencial, temos chances de janeiro ter vacinação no Brasil. Na parte do Piauí teremos toda disposição para participar, o que for necessário a gente vai fazer para garantir vacina no Piauí”, disse o governador ao visitar as obras de duplicação da BR-316.

    Wellington Dias voltou a defender que o Ministério da Saúde deve utilizar no plano de imunização logo na primeira vacina que for aprovada pela Anvisa. O governador também defende a adoção de múltiplas vacinas, segundo ele, um único laboratório não será capaz de atender a demanda.

    “A primeira vacina que tiver autorizada pela Anvisa no Brasil será utilizada e mais outras vacinas. A ideia é trabalhar com múltiplas vacinas porque nenhum laboratório sozinho daria conta na velocidade que precisamos da produção de tantas vacinas. Também nesse plano vamos definir para o país inteiro o regramento, se começa com o pessoal da saúde, pessoas com mais de 60, 70 anos, pessoas que tenham alguma comorbidade”, ressaltou.

    Plano do Piauí
    Nesta semana, o Governo do Piauí anunciou que está elaborando um plano de logística para a vacinação contra a Covid-19. Serão imunizados primeiramente os idosos acima de 80 anos, pessoas com comorbidades e profissionais da saúde.

    O restante da população ficará sem vacina em um primeiro momento. Até o momento, o Ministério da Saúde não informou como será feita a imunização, se ficará a cargo de estados ou municípios.

    Com informações Cidade Verde

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular