O governador do Piauí, Rafael Fonteles, esteve, nesta segunda-feira (3), na e-Estônia Briefing Center, a agência digital estoniana, para conhecer a plataforma X-Road, que interliga todos os órgãos do governo local e permite a troca de informações entre eles. Na oportunidade, o gestor anunciou que o Piauí será o primeiro no Brasil a implantar o sistema, que será chamado de X-Via, e servirá de modelo aos demais estados.

A plataforma permite que os serviços do governo sejam prestados de forma ágil, segura e confiável, sem a necessidade de deslocamento e porte de documentos. O seu principal mérito é alocar a base de dados em um só lugar, o que gera eficiência e melhora a qualidade de vida dos cidadãos.

O governador reforçou que o trabalho de implantação do sistema no Piauí tem sido observado de perto pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, que pretende levá-lo a todos os estados.

“A nossa experiência, baseada integralmente no modelo estoniano, servirá de referência para todo o Brasil. O Piauí será o marco inicial para a transformação digital que está por vir no país”, destacou Rafael Fonteles.


O chefe do Executivo piauiense destacou que o sistema X-Via terá uma identidade visual única e biometria.

“Queremos universalizar dentro da plataforma todos os serviços públicos, de todas as áreas, como saúde, educação, trânsito e outras. É um sistema que irá gerar crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e melhorar a qualidade de vida dos cidadãos, que é o nosso grande objetivo”, disse o governador.

Segundo o diretor-geral da Agência de Tecnologia da Informação (ATI), Ellen Gera, o grande mérito da X-Road é integrar todas as informações em um local único.

“Normalmente, as bases de dados estão descentralizadas dentro do governo. Cada secretaria tem a sua. Então, o nosso desafio é conectar esses sistemas, o que é bom tanto para os órgãos em si quanto para todos os cidadãos”, pontuou o gestor.

De acordo com Erika Piirmets, consultora de transformação digital na e-Estônia, a X-Road estoniana foi implantada em 2001 e, desde então, tem sido executada a interligação entre as redes governamentais. Desta forma, o principal benefício tem sido a interoperabilidade, isto é, a troca de informações e o trabalho em conjunto entre organizações e sistemas.

“Os estonianos não precisam entregar as mesmas informações para diferentes instituições do governo. Ele fornece esses dados apenas uma vez. Com a X-Road, as instituições conversam entre si e trocam essas informações. O resultado disso são anos de trabalho poupados e maior comodidade aos cidadãos”, finalizou a consultora.


O governador Rafael Fonteles segue na Estônia até quarta-feira (5), para colher experiências e tecnologias no país mais digital do mundo.

Fonte: CCom
Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *