Conecte-se conosco

Cotidiano

George Floyd é enterrado em Houston

Publicado

em

Milhares de pessoas se despediram de George Floyd nesta terça-feira (9) em Houston, cidade onde cresceu. A morte deste afro-americano em 25 de maio provocou duas semanas de protestos em todo o mundo contra o racismo e a violência policial.

Políticos, ativistas de direitos civis, atletas e atores compareceram à igreja Fountain Praise, que recebeu o caixão dourada para a última cerimônia de despedida pública de Floyd, cuja morte aos 46 anos provocou as maiores mobilizações nos Estados Unidos desde o assassinato de Martin Luther King Jr. em 1968

Em uma mensagem gravada em sua casa, onde se mantém em confinamento contra o coronavírus, o candidato democrata á Casa Branca, Joe Biden, disse que chegou a hora da “justiça racial”.

“Nenhuma criança deveria perguntar aquilo que tantas crianças negras tiveram que se perguntar por gerações: ‘Por que, por que papai se foi?'”, acrescentou o ex-vice-presidente de Barack Obama.

A família de Floyd, que decidiu usar branco para a cerimônia, entrou na igreja usando máscaras e acompanhada pelo reverendo Al Sharpton, um ativista dos direitos civis encarregado pelo principal discurrso religioso da homenagem.

O local foi limitado a 500 pessoas a fim de garantir o maior distanciamento social devido ao coronavírus.

O parlamentar pelo Texas Al Green disse durante a cerimônia que George Floyd “mudou o mundo”. “Vamos fazer que o mundo saiba que ele fez a diferença”, afirmou.

Ontem, aproximadamente 6.000 pessoas compareceram à igreja Fountain of Praise nesta cidade do Texas para se despedirem de seu caixão dourado. Foi no mesmo dia em que o policial branco acusado de assassinato em segundo e terceiro grau por sufocá-lo em Minneapolis compareceu diante de um juiz, que estabeleceu uma fiança de US$ 1 milhão.

Alguns dos presentes aproximaram-se do corpo se esbarrando e outros curvaram-se colocando um joelho no chão – um sinal de protesto contra a violência policial – para homenagear Floyd, de 46 anos, cuja morte deu início às mobilizações mais importantes nos Estados Unidos desde o assassinato de Martin Luther King Jr. em 1968.

“Já basta. Qualquer pessoa que tenha filhos e que tenha coração pode sentir esta dor. Tem que haver mudanças. Todo o mundo deve ser tratado igual”, disse à AFP Shiara DeLoach, moradora de Houston que não poderá comparecer à cerimônia de despedida.

Depois da cerimônia, o corpo será levado em um carro para o cemitério onde Floyd será enterrado junto à sua mãe, concluindo uma série de despedidas desde Minneapolis até a Carolina do Norte, sua cidade natal.

Reforma da polícia
Em Washington, cerca de vinte parlamentares democratas liderados pela presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, e pelo líder da minoria do Senado, Chuck Schumer, se ajoelharam em silêncio para homenagear Floyd na segunda-feira.

Além disso, anunciaram uma série de medidas para reformar a polícia e enfrentar uma infinidade de casos de homens negros que morrem pelas mãos da polícia quando presos.

Este anúncio foi feito depois que as autoridades de Minneapolis anunciaram no fim de semana que vão desmontar e reconstruir a polícia.

O projeto de lei apresentado pelos democratas em ambas as câmaras visa facilitar a acusação de policiais que cometem abusos — proibindo algumas práticas como colocar os joelhos no pescoço de um detido —, repensando também o processo de recrutamento e treinamento dos agentes.

No entanto, não é claro o apoio do Senado — dominado pelos republicanos — a um projeto como este e tampouco o do presidente Donald Trump, que deve sancionar a lei.

Trump condenou a morte de Floyd mas criticou duramente os manifestantes e reiterou seu apoio à polícia.

O policial acusado, o agente branco Derek Chauvin, compareceu ao tribunal na segunda-feira.

A promotoria estabeleceu uma fiança de US$ 1 milhão, que provavelmente o acusado não conseguirá arrecadar, considerando que Chauvin apresentava risco de fuga. A próxima audiência será em 29 de junho.

Chauvin enfrenta acusações de assassinato em segundo e terceiro grau e homicídio involuntário, com uma pena de até 40 anos.

Os outros três policiais envolvidos, todos demitidos e presos como Chauvin, já compareceram ao tribunal na semana passada por acusações de cumplicidade na morte de Floyd, que foi preso por supostamente comprar cigarros com uma nota falsa de 20 dólares.

Fonte: Folhapress
Foto:

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Confira o que abre e fecha na quinta e na sexta-feira em Teresina

Publicado

em

Governo do estado e Prefeitura de Teresina emitiram decreto com medidas que passam a valer nesta quinta-feira (18), mas com discordâncias em medidas restritivas. O decreto estadual começa a entrar em vigor hoje (18) e antecipou o feriado de 19 de outubro, Dia do Piauí, para 18 de março. Já decreto municipal autoriza a abertura das atividades comerciais na sexta-feira (19).

Nesta quinta (18), o comércio e repartições públicas não funcionam no Estado. Somente os serviços essenciais devem funcionar nesta quinta-feira, atendendo a um decreto estadual que antecipou o feriado de 19 de outubro, Dia do Piauí, para 18 de março.

Na sexta-feira (19), comércio e repartições públicas continuam fechados em todo o Estado, exceto em Teresina. O decreto estadual de 15 de março, estabelece lockdown do dia 18 ao dia 21. Neste período, funcionam apenas os serviços essenciais.

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, assinou decreto municipalque autoriza o funcionamento do comércio nesta sexta-feira (19).

De acordo com o decreto da Prefeitura de Teresina, o comércio em geral pode funcionar por até nove horas diárias, devendo cada estabelecimento informar à Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD) de sua região o horário de funcionamento.

Conforme o decreto municipal, os shoppings centers poderão funcionar para atendimento ao público, de 12 às 20h, na próxima sexta-feira (19).

Quinta-feira (18)
Feriado estadual – nada funciona em todo o Piauí, exceto os serviços essenciais

Sexta-feira (19)
Lockdown – nada funciona em todo o Piauí, exceto os serviços essenciais

Sexta-feira (19)
Autorizado funcionamento do comércio e repartições públicas municipais em Teresina, por até nove horas, incluindo os shoppings, das 12h às 20h

Da Redação

Continue lendo

Cotidiano

Músico participa bate papo com crianças e adolescentes de projeto popular

Publicado

em

Com 11 anos de idade, Flaubert Viana começou a dar os primeiros passos no ramo musical, isso com os ensinamentos obtidos na antiga Banda de Música do bairro Lourival Parente, na zona sul de Teresina, banda que fazia parte do Projeto Banda Escola, até hoje mantido pela Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC).

O bate papo virtual com o músico Flaubert Viana acontecerá de forma gratuita, na próxima sexta-feira (19/03). Segundo o organizador, crianças e adolescentes de outras bandas do projeto também terão acesso a novas rodas de bate papo com ex alunos.

Hoje, com 36 anos e morando no Estado do Ceará, ele é saxofonista, flautista, arranjador, produtor cultural e técnico de gravações. Também tem trabalhos com diversos artistas de renome nacional, como, por exemplo, Solange Almeida, além de trabalhos em grandes emissoras de televisão.

Desta vez ele volta ao projeto de forma virtual, onde terá uma roda de conversa online com alunos da Banda Heitor Vilas Lobos, projeto da Banda Escola que atende cerca de 45 crianças e adolescentes do bairro Piçarreira, na zona leste da capital. O músico fala com alegria sobre as lições aprendidas com os maestros  Simplício Cunha e Lima Cunha.

“Comecei ainda criança e sai de lá um homem preparado para o mercado de trabalho e por isso me sinto honrado em ter essa conversa com essas crianças e adolescentes. Irei compartilhar com eles minhas experiências profissionais e a maneira  como o projeto me ajudou a não entrar no mundo da criminalidade”, comenta Flaubert Viana, que já está de malas prontas para uma nova jornada profissional no Estado do Pernambuco.

A Banda Heitor Vilas Lobos é regida pelo Maestro Micael Fideles. Ele conta que essa iniciativa nasceu da ideia de compartilhar com as crianças e jovens as experiências de quem já passou pelo projeto e que hoje vive da música.

“Hoje o mercado musical conta com muitos profissionais oriundos do Projeto Banda Escola, por isso no início do ano iniciamos esse projeto de troca de experiências para que nossos alunos se sintam mais motivados a continuarem nas aulas”, diz Micael Fideles, enfatizando ainda que, com o aumento da criminalidade, a cada dia que passa está mais difícil tirar os jovens do caminho da criminalidade.

Fonte: Ascom/PMT

Continue lendo

Cotidiano

APL pede tombamento do prédio do Meduna

Publicado

em

A Academia Piauiense de Letras (APL) solicitou ao prefeito de Teresina, José Pessoa Leal (Dr. Pessoa), o tombamento do prédio que abrigou o Hospital Meduna, no bairro Cabral, zona Norte da capital.

A solicitação foi motivada pelo recente noticiário dando conta de que o imóvel seria demolido. O assunto foi discutido em três sessões da Academia. A posição da APL foi aprovada por unanimidade.

No ofício encaminhado ao prefeito, com data de 1º deste mês, o presidente da APL, Zózimo Tavares, destaca que o remanescente da antiga edificação do Meduna, inaugurada em 1954, é dotada de valor histórico, merecendo proteção.

“Não há dúvidas de que o Sanatório Meduna, pelo seu passado, desperta o interesse público, por se tratar de instituição que prestou serviços relevantes à comunidade local por mais de mais 50 anos, constituindo, de tal modo, parte da história de Teresina”, assinala.

A previsão de tombamento dos bens representativos do patrimônio cultural, artístico e arquitetônico, do Município de Teresina, é matéria disciplinada na Lei de Tombamento (n.º 3.602 de 27.12.2006).

Com informações da APL

Continue lendo

Popular