Conecte-se conosco

    Esporte

    Gabriel Medina vence bateria de estreia e só encara Ítalo em eventual final

    Publicado

    em

    Gabriel Medina vence bateria de estreia e só encara Ítalo em eventual final

    Gabriel Medina está classificado às oitavas de final na disputa do surfe masculino nas Olimpíadas de Tóquio. Assim como Ítalo Ferreira, o bicampeão mundial estreou com vitória na última bateria da primeira fase e se garantiu na sequência da competição disputada na praia de Tsurugasaki.

    Com as vitórias em suas baterias, Gabriel Medina e Ítalo Ferreira ficam em lados opostos nas chaves e, assim, só se encontram em uma eventual final, na disputa de ouro e prata.

    Medina venceu a bateria contra o francês Michel Bourez e contra o alemão Leon Glatzer. O costarriquenho Carlos Muñoz também disputaria a bateria – ele entrou no lugar do português Frederico Morais, que testou positivo para covid, mas ainda não chegou ao local da competição.

    “São anos de dedicação e finalmente chegamos no grande dia; foi adiado e tudo mais. Quero fazer desta oportunidade algo marcante, que vou contar para os meus filhos, que as pessoas vão ver, servir de exemplo, e este é o legado que quero deixar”, disse em entrevista à Globo.

    O brasileiro estava em terceiro na bateria faltando cerca de 10 minutos para o fim da disputa, mas distribuiu aéreos e terminou com 12.23 no somatório, seguido por Bourez (10.10) e Glatzer (10.00). Além de Medina, Bourez também avançou direto às oitavas.

    Gabriel Medina também comentou sobre as condições do mar, que estava pequeno, e falou ainda sobre a confiança que ganha ao vencer sua bateria de estreia.

    “Não é uma condição que a gente pega muito no circuito mundial, mas a bateria só acaba quando termina. Nos quatro minutos finais peguei ondas boas, consegui voltar das manobras e isso dá confiança até o final do evento. Estou feliz por estar nesta conexão com o mar”, completou.

    Esta foi a última das cinco baterias da primeira fase. Os dois primeiros de cada bateria avançaram direto às oitavas, enquanto os dois piores de cada bateria vão para a repescagem, que terá duas baterias com cinco surfistas cada – os três melhores vão para as oitavas. A repescagem acontece ainda neste domingo no Japão.

    Caso as baterias continuem nesta segunda-feira no Japão, o que é provável, Gabriel Medina e Ítalo Ferreira já têm hora marcada para voltar para a água pelas oitavas de final: 01h36 e 2h12, respectivamente, na madrugada de domingo para segunda no horário de Brasília.

    Fonte: Folhapress

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular