Conecte-se conosco

Cidades

Fundação aumenta número de drive thru para vacinação contra a gripe

Publicado

em

Fundação aumenta número de drive thru para vacinação contra a gripe

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) abrirá mais sete pontos de drive thru para a vacinação contra a influenza, também conhecida como gripe. De segunda (17) até quinta-feira (20), idosos de 60 anos ou mais que ainda não tomaram o imunizante poderão garantir sua dose em algum desses locais das 9h às 17h.

Para garantir sua dose, os idosos devem apresentar seu cartão de vacina e um documento de identificação com foto. Os sete pontos de vacinação estarão nos seguintes locais:

– CEU Norte (Santa Maria da Codipi);

– UESPI (Campus Torquato Neto);

– Centro Universitário Santo Agostinho;

– Terminal de Integração Parque Piauí;

– Adufpi;

– Faculdade Estácio;

– Terminal de Integração Itararé.

A coordenadora da Campanha de Vacinação contra a Gripe, Adriana Sávia, esclarece que embora os pontos sejam de drive thru, todos que se dirigirem aos locais serão vacinados, independentemente de estarem em carros ou não.

A coordenadora adverte, no entanto, que aqueles que têm a segunda dose da vacina contra a covid programada para o fim deste mês aguardem mais um tempo antes de garantir sua dose da gripe. “Isso porque as pessoas que tomaram a vacina contra a Covid-19 devem tomar a vacina influenza respeitando o intervalo mínimo de 14 dias. Após esse período, eles podem se dirigir a uma das 68 salas de vacina nas Unidades Básicas de Saúde”, diz.

A vacina protege contra os três tipos de vírus da gripe mais comuns no Brasil: o Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B. “O objetivo é reduzir a circulação do vírus e, consequentemente, o número de hospitalizações e risco de morte devido à gripe, já que o Influenza está relacionado a uma série de complicações como pneumonia”, explica Adriana Sávia.

Além dos idosos, a campanha já contemplou crianças de 6 meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas e trabalhadores da saúde. Fazem parte ainda do público-alvo e entrarão na próxima etapa: professores das escolas públicas e privadas, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, pessoas com deficiência permanente, forças de segurança e salvamento, forças armadas, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade. A meta é vacinar pelo menos 90% dos grupos elegíveis.

Fonte: Ascom/FMS

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banca de Jornal

Propaganda